sexta-feira, 29 de novembro de 2013

CONTRA OPINIÃO - E agora, Herman?

  
Os talks shows da SIC e o seu futuro foram o tema do CONTRA OPINIÃO da semana passada. Nesta edição da rubrica, uma parceria com o Diário Hot, temos mais um tema quente na mesa: o fim do programa de Herman José.
   
   
OLHAR A TELEVISÃO

Foi no passado dia 20 de Novembro que Herman José, a partir da sua página do Facebook, anunciou que o seu programa na RTP 1 chegaria ao fim em Dezembro, estando a última emissão prevista para dia 14. Esta decisão apanhou muita gente de surpresa, principalmente depois de várias notícias darem como certo que o formato iria continuar em 2014, com um cenário renovado.

Sendo uma referência no audiovisual português, Herman José é uma mais valia para o serviço público de televisão, não só pelo profissionalismo e mestria que demonstra nos seus projectos, mas também pela alternativa que representa, marca que o serviço público deve preservar e ter sempre em conta quando delineia as suas apostas.

Muitos poderão dizer que o programa não tem audiências e que "serviço público sem público, não é serviço público." A RTP deve preocupar-se com as audiências, mas este não pode nunca ser o seu principal objectivo. O mais importante é a qualidade dos programas, a diversidade e diferenciação das grelhas dos seus canais. E, só em último lugar, as audiências.

E até que ponto não será a RTP "inimiga" das suas próprias apostas? Contam-se pelos dedos as promoções em antena ao "Herman 2013", à "Praça da Alegria", ou até mesmo ao "Portugal no Coração". A estação pública é deficitária na divulgação dos seus conteúdos.

Ultimamente, temos visto algum empenho na resolução dessa lacuna, principalmente com a promoção de "Bem-vindos a Beirais", uma das maiores apostas do canal. Mas a RTP1 tem mais programas que deve promover. E situações como a de "Chefs Academy", que depois da estreia viu as promoções reduzidas a menos de metade, não podem nunca acontecer, embora seja o esperado com a série "Os Filhos do Rock".

Mas deixando os números e as promoções (ou a falta dela), é esperado que o fim do "Herman 2013" não signifique a saída de Herman José da RTP. Hugo Andrade, Director de Programas da RTP, já fez saber que pretende contar com o humorista em projectos futuros. Esperamos que isso aconteça realmente. E talvez fosse Herman José o trunfo para reabilitar as audiências da RTP2. Mas quanto a isso, é esperar para ver!
  
  
DIÁRIO HOT

Como anunciado há pouco tempo, a RTP1 pôs fim ao programa de Herman José. Com final agendado para 14 de Dezembro, o apresentador diz-se disponível para outros projetos, quer na RTP, na SIC ou na TVI.

Falando do que nos trouxe aqui, consideramos a escolha de terminar com o programa na RTP1 muito acertada. Apesar de um formato descontraído e divertido, este talk show não convence nas audiências. Achamos, no entanto, que este formato não deveria "desaparecer", e para que tal não aconteça sugerimos que passe para os Sábados (as 10h00) na RTP2.

O canal 2 esta a atravessar por uma enorme queda de audiências (principalmente aos fins-de-semana), e para travar isso, nada melhor que apostar em bons formatos e apresentadores.

Aconselhamos, que para tornar o programa mais interessante a RTP junte a Herman uma co-apresentadora, falando em nomes talvez Maria João Rueff ou Ana Bola. Além disso deveria prolongar a duração do talk show.

Deste modo talvez a RTP2 conseguisse erguer-se do buraco onde esta há muito tempo.

1 comentário:

  1. e agora? vai ficar no desemprego como tantos outros........

    ResponderEliminar