segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

"Factor X" - A análise de um "milagre" de Natal

Natal sem surpresas não é Natal, costuma dizer-se, e a quarta gala do "Factor X" foi um verdadeiro e inesperado presente no sapatinho. Depois de semanas consecutivas a desapontar os fãs do programa, a SIC corrigiu alguns aspectos há muito reclamados. Mas terão estas mudanças vindo para ficar?


Natal rima com cor, luz, magia, emoção e brilho. E foi isto que, finalmente, a gala do "Factor X" apresentou aos espectadores. Numa época tão especial para milhões de pessoas, parece ter surgido uma "estrela" lá para os lados de Paço de Arcos. SIC e a Fremantlemedia resolveram dar de presente uma versão aproximada de uma verdadeira gala do "The X Factor".

Mas… o "Factor X" é um programa de talentos vocais, certo? É que o número de entrada, facilmente podia ser confundido com a abertura de um programa de dança. Os bailarinos há muito desejados surgiram, é verdade, mas não se justifica uma performance inicial apenas com bailarinos, sem sequer ser vista a pessoa que cantou. Talvez um medley natalício com todos os concorrentes e, quem sabe, os jurados a acompanhar, fosse ainda mais natalício, mais mágico, mais grandioso.

Apesar do início não ter sido perfeito, ao contrário da semana passada os apresentadores tiveram direito a uma entrada à "Factor X". Bárbara Guimarães e João Manzarra entraram em palco pela porta grande, como este formato assim o exige, naquele que é um dos poucos momentos apoteóticos para os anfitriões do programa. Também os mentores tiveram uma entrada, no mínimo, original, e foram até "rebaptizados" com os nomes dos três Reis Magos.

Falando agora dos pormenores mais técnicos com os quais nos temos vindo a debater nas últimas semanas, foi bom ver que nesta gala a produção teve finalmente em conta as centenas de criticas que tem vindo a receber. A filmagem do "Factor X" continua a melhorar de gala para gala, hoje foi visível principalmente no decorrer das actuações. Apesar disso, houve ainda momentos em que o avião apanhou turbulência, especialmente na descolagem - que é como quem diz no início da gala - mas, com o tempo, acreditamos que a estabilidade completa vá surgir - até porque já surgiu em algumas ocasiões.

Os objectos estranhos que, na semana passada, invadiram o palco vieram para ficar. "Até que enfim", temos que dizer! Até que enfim que os adereços se começam a notar! Até quem enfim que os objectos colocados em palco começam a fazer sentido nas performances! Claro que há ainda muito a melhorar e mais adereços podem ser adicionados às actuações, mas já é bom começar a ver o palco mais completo.

Também nesta gala, e pela primeira vez, surgiram bailarinos em palco. A verdade é que, depois da promessa não cumprida de Gabriela Sobral, nem queríamos acreditar no que estávamos a ver. As actuações ganharam imediatamente um outro brilho, uma outra cor, já para não falar do maior ritmo e do melhor aproveitamento do palco - que, até agora, ainda não tinha sido utilizado da melhor forma.

Além de todos estes pormenores que engrandeceram as actuações dos concorrentes, não podemos deixar de falar dos vídeos utilizados no cenário. As imagens de todas as actuações foram muito bem escolhidas, o que também não seria difícil dado ser uma gala dedicada ao Natal. E nem a "neve" faltou à chamada. 

Continuando esta onda de comentários positivos, podemos referir que o ruído do som desapareceu e que os instrumentais dos temas musicais estão, manifestamente, melhores. E é de louvar a inclusão dos coros gospel que, embora não sejam uma tradição natalícia portuguesa, vieram abrilhantar ainda mais o espectáculo. 

O insecticida que utilizaram para matar os "auriculares aranha" parece ter sido eficaz e só falta dizimar um ou dois destes seres estranhos - por exemplo, o do José Freitas, que teima em sobreviver. Infelizmente, ainda ninguém encontrou a voz-off perdida, mas aconselhamos que rumem à terra de sua majestade e talvez a encontrem por lá. Fica a dica. (Em todo o caso, se for necessário, nós podemos ajudar nesta procura).

A faltar continua, também, a VT de apresentação dos convidados. E já que tocamos neste ponto, manifestamos o nosso desagrado total com os convidados desta noite. Depois de nomes como "Il Divo" ou "Pablo Alborán", os "No Stress", que nem sequer são conhecidos do grande público português, não foram uma aposta certeira. Se nem sempre podem abrir os cordões à bolsa para trazer grandes estrelas, então não o tinham feito antes para não habituar mal os espectadores.

Depois de dez actuações mágicas, foram revelados os resultados da noite. O público é soberano e escolheu os sete candidatos preferidos. No bottom two ficaram o Diogo, da categoria jovens, e os Yeah!Land, da categoria Grupos, que foram sujeitos a uma actuação de última oportunidade. Ambos deram tudo por tudo e estiveram bastante bem.

Ao contrário da gala passada, a preparação do corte das músicas foi feita atempadamente nos ensaios, e deu para perceber que os concorrentes tinham noção de quando começava e terminava a sua interpretação. De salientar, ainda, que nesta parte do programa a produção melhorou bastante, já que não houve pontos mortos e ninguém teve que esperar que fossem colocados microfones, auriculares ou munições.

O bottom two escolhido pelo público não foi o mais justo mas, tendo em conta os concorrentes sujeitos à expulsão, achamos que a saída dos Yeah!Land acabou por ser a mais acertada. Apesar disso, nenhum destes concorrentes merecia ter figurado entre os menos votados - já defendemos que há candidatos que mereciam ter saído, em detrimento de outros que foram expulsos injustamente, e continuamos a dizê-lo.


E já que falamos nos concorrentes, altura para eleger o melhor e o pior da noite. José Freitas, com o tema "White Christmas", foi o grande momento desta gala. Além da fantástica performance vocal, toda a envolvente criada em palco foi magnifica, a começar pelas imagens do cenário, pelos adereços em palco, passando pelos bailarinos e acabando com a "neve" caída dos céus! Todos estes pormenores fizeram desta actuação um verdadeiro espectáculo, não só para quem assistiu ao vivo mas também para todos os telespectadores que, numa noite de frio, assistiam ao programa no conforto dos seus sofás.

A melhor actuação da noite pertenceu a um dos concorrentes da categoria dos Adultos, mas também a maior desilusão veio dos "meninos" de Sónia Tavares. Falamos de Berg, com enganos bastante notórios na letra de "All I Want For Christmas", um dos maiores clássicos de Natal. O concorrente não conseguiu entrar com garra na música e teve claras desafinações ao longo de toda a interpretação.

Não podemos finalizar esta análise sem antes realçar o facto de João Manzarra, em alguns momentos da gala, se ter sentido… como dizer?... perdido! É certo que toda a gente tem o direito de se enganar, mais ainda num programa em directo com imprevistos a todo e qualquer instante; mas, nos casos em questão (leitura das mensagens do twitter) o apresentador demonstrou não ter feito bem os trabalhos de casa - ou então, perante o imprevisto, não se soube desenrascar da melhor forma.

Também não queremos deixar passar em branco que em vários momentos da noite houve assistentes de produção do "Factor X" a surgir no ecrã, fosse a arrumar materiais ou a apelar ao entusiasmo do público - e este é um factor que nem sempre tem sido levado com a maior atenção, ou por falta de preparação ou simplesmente por desleixo dos profissionais envolvidos. Deixem lá o Betão em paz, que ele nem gosta nada dispensa aparecer!

Num cômputo geral, e apesar dos vários erros observados, esta é a primeira gala do "Factor X" que merece nota positiva. Há, ainda, imensos pontos a melhorar mas o caminho a seguir é este. Esperemos, contudo, que o programa deste Domingo não tenha sido apenas um presente de Natal e que, daqui em diante, seja Natal sempre que a produção quiser!

2 comentários:

  1. Boa analise mas fica a pergunta?
    o ss nunca teve analise;nem a operaçao trinfo;nem a voz de portugal..
    Porque a analise ao formato da sic?
    O blog é neutro ou tem parceria com a sic?
    Bom natal!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo!

      O 'Olhar a Televisão' é um blog livre independente, que se rege sem qualquer vínculo com algum canal ou produto. E desde já, como livres e independentes que somos, podemos ter as nossas preferências, e falar do que queremos, sobre quem queremos, e da forma que queremos.

      Obviamente que, dentro das nossas possibilidades, procuramos dar um destaque similar a todos os canais de televisão - porque a televisão, essa sim, é a nossa preferência, e não a SIC ou a TVI. No entanto, por vezes, são necessárias fazer escolhas. E, na categoria de grande novidade desta rentrée, o Factor X teve direito a uma rubrica de análise - que, se reparou, só se iniciou aquando do início das galas.

      Se acompanha regularmente o nosso blog e as nossas redes sociais, vai verificar que o destaque dado a expulsões e nomeações do Secret Story, ou a outros programas de outros canais continua ser feito com o mesmo rigor. Simplesmente, quando deparados com uma escolha de rubrica semanal, a mesma recaiu sobre o concurso da SIC. Isto, porém, não invalida a existência de rubricas de análise desta edição da Casa dos Segredos porque a mesma pode estar a ser preparada, ainda que em moldes diferentes da do Factor X.

      No entanto, e perante a acusação de que somos alvo, deixamos aqui alguns trabalhos sobre várias programas que fomos analisando ao longo destes três anos de existência:

      SECRET STORY 3 / DESAFIO FINAL (2012-2013)
      (http://olharatelevisao.blogspot.pt/search/label/An%C3%A1lise%20sem%20Segredos)

      TOCA A MEXER (2012)
      (http://olharatelevisao.blogspot.pt/search/label/Toca%20a%20Analisar)

      ÍDOLOS (2012)
      (http://olharatelevisao.blogspot.pt/search/label/%C3%8Ddolos%3A%20a%20an%C3%A1lise)

      EUROVISION SONG CONTEST 2012
      (http://olharatelevisao.blogspot.pt/search/label/A%20Caminho%20do%20Eurovision)

      FESTIVAL DA CANÇÃO 2012
      (http://olharatelevisao.blogspot.pt/search/label/Olhar%20o%20Festival)

      A VOZ DE PORTUGAL (2011/2012)
      (http://olharatelevisao.blogspot.pt/search/label/An%C3%A1lise%20de%20A%20Voz%20de%20Portugal)

      PESO PESADO (20011/2012)
      (http://olharatelevisao.blogspot.pt/search/label/An%C3%A1lise%20de%20Peso%20Pesado)

      Agradecemos pelo comentário e esperamos que continue a visitar-nos!
      Desejamos-lhe um feliz e santo natal junto dos seus, e um ano de 2014 repleto de conquistas.

      Com os melhores cumprimentos,
      e equipa do 'Olhar a Televisão'

      Eliminar