terça-feira, 15 de julho de 2014

ESPECIAL - "Água de Mar"

   
Após de lhe darmos a conhecer a história de "Água de Mar", prosseguimos este especial dando-lhe a conhecer todo o elenco da nova série da RTP produzida pela Coral Europa. Com um elenco de luxo, esta série conta com nomes como o de Mafalda Vilhena, Vítor Sousa, São José Lapa, entre outros.
(Nota: Primeiro vem o nome do actor e depois o nome da personagem)


Rui Santos - Vicente Barahona
Vicente é o típico playboy rebelde que nunca quis saber do dinheiro da família e que fez questão de se emancipar muito cedo. Quando completou os 18 anos saiu de casa com a roupa que tinha no corpo, o seu saxofone e uma mochila às costas Andou pelo mundo gozando toda a liberdade conferida pela sua juventude: tocou com várias bandas Jazz e em navios de recreio, foi cozinheiro no Nepal, fotógrafo em Buenos Aires, taxista em Amsterdão e animou as ruas de Londres com o seu saxofone. Foi nesta cidade que conheceu Teresa Vilar, por quem se apaixonou desde o primeiro momento. Mas por várias situações provocadas por terceiros (irmão e ex-namorada) com total desconhecimento de Vicente, Teresa desaparece sem deixar rasto. Destruído, decide continuar a sua vida de nómada aventureiro, sem amarras, e parte para Berlim. Regressa a Portugal dez anos depois. Com o dinheiro que conseguiu amealhar na sua volta ao mundo, Vicente investe numa área concessionada - a Praia das Conchas - e monta o bar Hula Hoop. O seu espírito livre, associado às experiências que viveu em todos os países por onde foi passando fazem de Vicente um homem apaixonante e sedutor. Uma referência para os jovens. Uma tentação para as mulheres. Um alvo a abater para muitos homens.

Mariana Monteiro - Teresa Vilar
Entregue para adoção com poucos meses de vida, Teresa nunca conheceu os pais biológicos. Foi adotada por um casal de classe média-alta, já com alguma idade que a criou mais como neta do que propriamente como filha. O seu pai, que pertencia à direção da Companhia Nacional de Bailado, desde cedo lhe incutiu o gosto pela dança. Aos dezoito anos, Teresa deixa a casa dos pais e vai para a London School of Arts aperfeiçoar os conhecimentos e a técnica de ballet clássico. É aí que conhece Henrique Barahona e um pouco mais tarde Vicente, com o qual se envolve num tórrido romance. Mas sofre uma grande desilusão, o que a faz regressar a Portugal em segredo e instala-se em casa dos pais. Mais tarde, Teresa volta à London School of Arts para terminar o seu curso e logo de seguida inicia um périplo por várias companhias de dança, um pouco por todo o mundo. No seu íntimo, a vida itinerante mantinha-a longe das memórias do passado, evitando recordar a desilusão com aquele que foi o grande amor da sua vida. Atualmente, já deixou a carreira de bailarina, embora continue a fazer parte do mundo da dança como coreógrafa. Teresa perdeu recentemente a sua mãe adoptiva e o seu pai está gravemente doente e não pode ficar sozinho. O grande apoio de Teresa é Rui Quadros, dono da loja Pé no Mar. Eles conhecem-se desde miúdos. Chegaram a namorar na adolescência, muito de antes de Rui assumir a sua homossexualidade. Depois disso tornaram-se grandes amigos, mantendo-se sempre ligados, mesmo que à distância.

Jorge Corrula - Henrique Barahona
Henrique é o filho mais velho de Helena e Gustavo. Homem de negócios, astuto e ambicioso, agencia atores e modelos. Desde pequeno que Henrique começou a revelar a sua ambição e o seu espírito competitivo. Apaixonado pela representação, inscreveu-se na Escola Superior de Teatro e Cinema assim que concluiu o ensino secundário, sonhando com uma carreira de ator. Foi lá que conheceu Verónica, a mãe dos seus filhos. Foi pai muito novo, sem nunca se ter apaixonado por Verónica. Para colmatar o vazio emocional, Henrique decidiu então investir tudo na sua carreira. Depois de concluir o curso de representação é convidado para integrar a Companhia de Teatro D. Maria II, onde permaneceu durante alguns anos. Mas isso não lhe era suficiente, Henrique decide mudar o foco e inicia o agenciamento de atores. Com este objetivo traçado, Henrique vai para Londres tirar um curso de gestão cultural, deixando Verónica e os dois filhos para trás. É na capital londrina que se apaixona loucamente por Teresa Vilar, mas não é correspondido. De regresso a Portugal, Henrique procura Verónica e pede-lhe perdão e voltam a morar juntos. Torna-se um empresário de sucesso. Envolve-se com várias mulheres sem assumir compromissos, chegando mesmo a ter um caso com Maria Eduarda Cabral, uma das melhores amigas de Verónica. Com os filhos mantém uma relação fria e distante. Há cerca de um ano Henrique decidiu investir num novo negócio – transformar o velho palacete dos Barahona numa inovadora e revolucionária Escola de Artes.

Mafalda Vilhena - Verónica Assis Barahona
Nasceu em Foz Coa no seio de uma família de produtores de vinho. Verónica é a mais nova de 7 irmãos. Sempre viveu com todo o conforto que o dinheiro pode comprar. Aos 18 anos vem para Lisboa para estudar Gestão de Marketing, já com o objetivo de um dia poder fazer parte da empresa do pai, mas nada corre como o previsto. Pouco tempo depois de chegar à capital, Verónica apaixona-se por Henrique e engravida de gémeos, mas é um amor não correspondido. Verónica resiste à ida do marido para Londres, que provoca uma crise complicada na vida do casal, achando mesmo Verónica que o seu casamento terminou. Concentra então todas as suas forças no trabalho e nos filhos. Verónica começa a trabalhar numa multinacional como Diretora de Marketing e consegue uma ascensão meteórica que lhe fortalece bastante a sua autoestima, mas o regresso de Henrique volta a baralhar tudo. Verónica opta por abdicar da carreira profissional, dedicando-se ao marido e aos filhos a tempo inteiro. Mas o desequilíbrio que sempre existiu na sua relação com Henrique continua a agudiza-se com o passar dos anos, tornando-se cada vez mais notório. Gonçalo e Duarte crescem, os negócios de Henrique afastam-no cada vez mais de casa e Verónica transforma-se numa mulher profundamente frustrada e só. Os divertidos encontros com as amigas são o seu único escape. Ariana, Maria Eduarda e Susana garantem-lhe a sanidade mental.

Tiago Costa - Gonçalo Barahona
Gémeo de Duarte. Faz parte da equipa de nadadores salvadores. Frequentou a Academia de Santa Cecília e teve formação musical. Gosta de jazz, tendo feito parte de projetos musicais mais marginais. É presença assídua no Onda Jazz, Hot Club Portugal, Duetos da Sé, Trem Azul e Cascais Jazz Club. Gonçalo quer emancipar-se e ganhar a sua independência. Pretende ir para os Estados Unidos, para vivenciar o ambiente da Frenchman Street e de clubes como o Green Mill (Chicago) e o Blue Note (Nova Iorque). A ligação ao tio Vicente levou-o a tirar um curso de nadador-salvador para o poder ajudar durante as férias grandes e ganhar uns trocos. Gonçalo é o grande confidente de Duarte. Desde pequeno que conhece a sua capacidade de pressentir acontecimentos e também sabe que este dom já lhe trouxe vários dissabores. Gonçalo e Duarte têm uma relação muito forte e cúmplice, própria dos gémeos.

Diogo Lopes - Duarte Barahona
Duarte frequentou o curso de Belas Artes, mas desistiu a meio por não conseguir adaptar-se ao ambiente. A sua verdadeira paixão é a pintura. Mas Duarte tem outro aspeto que o preocupa: uma invulgar capacidade de pressentir acontecimentos. Há quem considere que possui um dom especial. Outros acham apenas que Duarte é brilhante a fazer deduções, mas tal não faz justiça às suas reais capacidades. Mas se, em casa, Duarte é incompreendido e fonte de constrangimento, no seu círculo de amigos é muito querido e respeitado. Todos o acham um génio, absolutamente brilhante, capaz de deduções incríveis e que já livraram muita gente de apertos. No entanto, os amigos não sonham até onde Duarte é capaz de ir.

Vítor de Sousa - Gustavo Barahona
Excêntrico, divertido e lunático. Gustavo é o patriarca da família Barahona. Nascido numa família abastada, viveu uma infância e adolescência desafogadas. Sonhador, fervilhando de ideias, foi fazendo aquilo que realmente lhe dava prazer. Brilhante pianista, começou a compor com apenas onze anos. Foi aluno da Escola de Música do Conservatório Nacional e, mais tarde, passou pela Orquestra da Gulbenkian onde permaneceu alguns anos. Sempre foi visto como um tipo esquisito com hábitos e manias muito estranhas. Gustavo não permite que ninguém toque nos seus pertences, nem que seja um simples jornal. Lava as mãos várias vezes ao dia, só toma café na sua chávena, verifica sempre se as portas e gavetas ficaram bem fechadas, entre outros rituais do género. Compra todos os jornais e revistas do dia, recortando as notícias que considera mais relevantes, arquivando-as depois em dossiers. No que diz respeito às mulheres, Gustavo sempre foi um galanteador. Um romântico inveterado capaz de cometer as maiores loucuras por amor. Ainda fazia parte da orquestra da Gulbenkian quando se apaixonou pela voz de uma locutora da Emissora Nacional. Certo dia resolveu comprar um ramo de rosas vermelhas e foi até à Emissora, determinado a conhecer a dona da voz que tanto o encantava. Foi assim que conheceu Helena, aquela que viria a ser a mulher da sua vida e a mãe dos seus filhos. Tudo se complicou com a morte de seus pais. Gustavo herda o palacete e transforma-o numa espécie de grémio, torna-se um dos locais mais chiques para a alta sociedade lisboeta. Com o passar do tempo, outros locais de convívio foram surgindo, desviando o palacete dos Barahona da rota dos colunáveis, intelectuais e homens de negócios. O palacete ficou esquecido, decrépito e decadente. Segue-se a venda de terrenos e propriedades que lhe haviam sido deixadas em herança. Atualmente, Gustavo e a sua mulher são apenas um simpático casal de sexagenários que se vê obrigado a desfazer-se do parco património que ainda lhe resta para pagar dívidas. Em chique, sem nunca perder a pose, mas cada vez com mais dificuldades. Gustavo tem uma excelente relação com a mulher, com os dois filhos e com os netos. Também adora conversar com a empregada, Arminda. Mas a sua companhia predileta é o neto Duarte.

São José Lapa - Helena Barahona
Filha de uma modista e de um motorista de táxi, Helena nasceu no coração da Madragoa. Desde cedo a mãe lhe incutiu o gosto pelo requinte, as preocupações com a imagem e a importância de estudar. Depois de concluir o curso de secretariado, Helena concorreu à Emissora Nacional e ficou. A voz invulgar e doce de Helena levou-a a conquistar com relativa facilidade um lugar como locutora, passando a trabalhar ao lado de grandes nomes da rádio. No dia em que Gustavo apareceu à porta da Emissora Nacional para a conhecer, com um ramo de rosas vermelhas, Helena ficou rendida ao seu charme. E a partir daí tudo aconteceu muito rápido: o namoro, o casamento, o nascimento do primeiro filho – Henrique – e o convite da RTP para ocupar o lugar de locutora de continuidade. Quando soube que estava grávida do segundo filho, a progressão de carreira deixou de ser uma prioridade. Sozinha no palacete com o marido e com a empregada Arminda, Helena começou a sentir-se inútil e as festas que organizava para os amigos deixaram de ser suficientes para a animar. Aos poucos, a fortuna do marido foi desaparecendo, até ficarem numa situação bastante difícil. Resta-lhes agora a preciosa ajuda de Arminda, o apoio dos filhos e netos e amizade de um pequeno grupo de amigos que esteve sempre presente. Helena e o marido têm uma enorme dificuldade em assumir que estão falidos, razão pela qual continuam a tentar manter os hábitos e costumes dos velhos tempos, vivendo acima das suas possibilidades. Helena tem uma relação conflituosa com a nora, Verónica. Está permanentemente a recordar-lhe a má opção que fez no passado ao deixar a carreira profissional para se dedicar à família.

Sofia Espírito Santo - Arminda Mustra
Empregada interna de Gustavo e Helena. Arminda é natural de Vila Viçosa e foi “vendida” pelos pais com apenas 16 anos para ir servir no palacete dos Barahona. Arminda desenvolveu uma relação muito próxima com Helena e Gustavo, gostando deles como se fossem seus pais. Por vezes pica-se com Helena, tentando que as coisas lá em casa sejam feitas à sua maneira. Com Gustavo tem uma ligação muito engraçada de cumplicidade. Exímia cozinheira, Arminda ajudou a criar Henrique e Vicente e, mais tarde, Gonçalo e Duarte. Tem estado sempre ao lado dos patrões, nos bons e nos maus momentos. Decidiu arranjar uns biscates por fora para se sustentar a si… e em parte aos patrões também. Nos seus tempos livres dedica-se às televendas.

Inês Gonçalves - Luísa Franco
É uma força da Natureza. Incapaz de estar quieta, tem energia para dar e vender. É altruísta, genuína, animada e divertida, muito positiva e prática. Tem por hábito assumir a dianteira nas situações mais complicadas, tentando sempre encontrar soluções lógicas e simples para os problemas que surgem na praia. Conhece a zona como ninguém e já resgatou muita gente do mar, tendo por isso uma responsabilidade acrescida perante a equipa. Luísa é muito solicitada por todos e consegue estar envolvida em mil e uma coisas ao mesmo tempo, dando conta de tudo. Gosta da liberdade e da sua independência. Um dos hábitos que tem é ir sozinha à praia de noite, porque consegue abstrair-se da sua profissão, por não haver pessoas no mar. É sentada na areia que consegue reencontrar-se, ordenar as ideias e sentir-se livre.

Helena Costa - Débora Ribeiro
Apaixonada pelo mar e pela vida marinha. É inteligente e assertiva. Focada no seu trabalho e excelente profissional, Débora é dona de um corpo escultural. É a mulher mais desejada da praia. Não dá confiança a ninguém, muito menos aos homens, a quem mostra o seu perfil mais frio e ríspido, assumindo quase sempre uma postura militar. Com o seu núcleo de amigos, Débora é fiel e dedicada. Está sempre pronta para ouvir, apoiar e ajudar. Débora é oriunda de uma família simples de Albufeira e não esconde as suas origens. O seu pai é pescador e a mãe vende peixe na praça. Sempre teve uma ligação muito forte ao mar. Estuda biologia marinha e, com exceção da época balnear, trabalha de noite para pagar os estudos. No grupo de nadadores-salvadores, irrita-lhe por vezes a postura de Igor.

Pedro Barroso - Igor Neto
O engatatão da praia. Gosta de se exibir e aproveita o facto de ser nadador-salvador para engatar miúdas. Chega a ter duas e três namoradas ao mesmo tempo e está sempre metido em confusões. É obcecado pelo culto do corpo e faz questão de chamar a atenção para o seu físico. É filho único. Nadador-salvador desde os 18 anos, não tem qualquer ambição para além de passar os dias na praia. Continua a viver em casa dos pais e a ser o menino da mamã. Acredita que o seu charme natural é mais do que suficiente para ter as mulheres a seus pés. Dentro do grupo de nadadores-salvadores, Igor tem uma boa relação com todos, mas irrita-se com a postura de Débora, pelo simples facto desta não lhe ligar nenhuma.

Núria Madruga - Susana Cautela
Nasceu numa aldeia perto de Santarém e aí viveu até entrar na Faculdade de Medicina, em Lisboa. No final do curso, Susana fez a especialização em cirurgia e mudou-se para a zona da Praia das Conchas. Susana sofreu um grande desgosto de amor que deitou abaixo a sua autoestima. Susana levou muito tempo a recompor-se e a sua confiança nos homens desapareceu. Tornou-se muito desconfiada. Susana é uma romântica e está cada vez mais obcecada em encontrar o homem perfeito. Gosta de falar sobre as suas experiências e debater com as amigas as razões para as coisas terem corrido mal. Faz parte do grupo que inclui também Maria Eduarda, Ariana e Verónica. No quotidiano, Susana é muito metódica e organizada com o trabalho e mesmo quando está em ambiente descontraído, com as amigas, tem dificuldade em relaxar totalmente.

Sofia Aparício - Maria Eduarda Cabral
É gerente de um banco, na zona da praia das Conchas. Com Ariana, Susana e Verónica, Maria Eduarda forma o grupo das balzaquianas. Casou-se quatro vezes e nunca teve filhos por opção. Maria Eduarda não tem a menor paciência para crianças. Ainda assim, engravidou duas vezes, mas optou por interromper a gravidez, motivo pelo qual o segundo casamento chegou ao fim. Nunca foi uma mulher fiel, obedecendo apenas ao desejo e aos apelos do sexo. Já teve milhares de casos e encara os homens como troféus. Maria Eduarda sempre teve dinheiro de família e a sua carreira bancária permite-lhe manter um nível de vida elevado. Move-se pelo prazer e jamais pensa nos sentimentos dos outros, nem mesmo daqueles que lhe são mais próximos, como as suas amigas. É alegre, extrovertida. Tem um sentido de humor acutilante, que por vezes fere as pessoas. O seu alvo preferido é Susana, devido à inabilidade que tem para lidar com os homens. Maria Eduarda gosta de espicaçar a amiga até ao limite, pois acha que ela tem de deixar de ser ingénua e abrir os olhos.

Mariana Guedes - Melânia Valente
Filha de um casal de feirantes, nasceu em Castro Verde. Melânia foi criada em liberdade, no meio dos animais, das bancas de fruta, dos legumes e produtos regionais. O pai tinha problemas com o álcool e nunca deu uma vida fácil à família. Quase sempre embriagado, acabava por se tornar violento, infringindo maus tratos à mulher e à filha. A mãe de Mel (Bebiana) afastou-a deste ambiente, dando um novo rumo à sua vida. Mel sempre foi uma menina simpática e cativante, com uma energia muito própria. Passava os dias a cantar, deixando rendidos todos aqueles que a “Mel” ouviam, mas a sua mãe nunca incentivou o seu gosto pela música. Mas Mel sempre soube a sua verdadeira vocação. Apesar de nunca ter tido formação musical quer ser cantora profissional e dar uma vida melhor à mãe, que a criou sozinha com grande sacrifício. Contrariamente às outras raparigas da sua idade, Mel não se preocupa em estar na moda ou em ser popular. Tem muito orgulho em trabalhar ao balcão do Hula Hoop e sabe que um dia a sua oportunidade vai chegar.

Júlia Sargeant - "Dona Bi" Bebiana Valente
Uma das figuras mais castiças da Praia da Conchas. Assim que surgem os primeiros raios de sol ela aparece, carregando uma cesta cheia de bolas de Berlim e línguas da sogra que vai apregoando pelo areal, com versos originais. Exímia vendedora, é também uma excelente psicóloga – embora só tenha completado a terceira classe. Sabe a vida de toda a gente e gosta de dar bons conselhos, lançando-se muitas vezes a adivinhar o futuro dos seus clientes como se fosse vidente. É a mãe de Mel.

João Cajuda - Joel Neves
Filho de mãe solteira e pai incógnito, Joel nasceu nos arredores de Leiria. Desde pequeno que se revelou um rapaz problemático. Mentia, roubava, batia… tudo para desgosto da sua mãe, que, certo dia, quando Joel foi apanhado a roubar pela enésima vez uma loja do bairro, o pôs fora de casa. Joel tinha 16 anos. Veio para Lisboa e começou por trabalhar como ajudante numa mercearia e, com o pouco que ganhava mais o pouco que roubava, alugou um quarto a uma senhora idosa que geria uma residencial em Alcântara. Com 21 anos, já aficionado de música eletrónica, passou a trabalhar numa discoteca que costumava frequentar. Foi a sua entrada para o mundo da noite. Consumia drogas e álcool em grandes quantidades e com o passar do tempo passou inclusivamente a vender pequenas doses. Porém, Joel não é pessoa de respeitar hierarquias e quando começou a morder os calcanhares aos seus superiores na cadeia do tráfico, rapidamente ganhou inimigos perigosos. Quando a situação se tornou demasiado perigosa, Joel resolveu afastar-se do negócio da noite e foi passar umas semanas de férias à Praia das Conchas. Onde encontrou no bar Hula Hoop uma oportunidade de começar uma vida nova, e sobretudo uma vida à luz do dia, para variar.

Raimundo Cosme - António Farias “Tex”
Nasceu no seio de uma família tradicional de Santarém. Cresceu numa quinta com os pais e a irmã mais nova. Sempre foi um rapaz do campo, metido nas suas próprias brincadeiras e mais ligado à natureza e aos animais do que propriamente aos seres humanos. Porque tinha de ser, fez o secundário, onde os colegas lhe chamavam “Tex” (diminutivo de Texugo) tal era o cheiro que normalmente emanava. Quando estava no 10.º ano os seus pais morreram num desastre de carro. Tex era muito agarrado à mãe, pelo que entrou numa profunda depressão com a sua morte. Os seus comportamentos antissociais enfureciam a avó, uma senhora do antigamente que esperava que ele se fizesse homem e assumisse a posição do pai na sociedade agrícola da família. Quando atingiu a maioridade e sentiu uma maior pressão da família saiu de casa e viajou sem rumo. Numa dessas viagens conheceu Vicente, de quem se tornou amigo inseparável. Tex tem talento para o desenho e foi com naturalidade que começou a ganhar a vida fazendo caricaturas que vendia a turistas. De regresso a Portugal dividiu um apartamento na Linha de Cascais com Vicente. Só que Tex tem com comportamentos cada vez mais peculiares: não toma banho, andar nu pela casa, viver de noite e dormir durante o dia, entre muitas outras excentricidades. Neste momento, Vicente é uma espécie de “tutor” de Tex, orientando todos os seus passos e tentando prepará-lo para uma vida em sociedade… mas apesar de lhe estar eternamente grato, Tex nunca deixará de ser uma fonte de problemas.

Sónia Balacó - “Ary” Ariana Mendonça
É professora de surf na escola que pertence ao seu pai, Artur, uma lenda viva do surf. Ariana ficou órfã aos seis anos quando a mãe morreu com uma overdose, depois de muitos anos a tentar lutar contra a dependência das drogas. Tem uma relação de grande cumplicidade e afeto com o seu pai. Tem uma vida tranquila e financeiramente desafogada. Desistiu da universidade e dedicou-se à gestão da escola de surf. É uma mulher corajosa e descontraída mas ao mesmo tempo tem 34 anos um medo enorme de perder quem ama e é um pouco control freak em relação aos seus próprios sentimentos. Talvez por isso tenha tanto medo de se apegar, nomeadamente aos homens. Esteve de casamento marcado três vezes e em todas desistiu à última da hora, uma delas deixando o noivo plantado no altar

João Cabral - Artur Mendonça
Filho de um banqueiro, Artur cresceu no ambiente restrito da alta aristocracia portuguesa. Em criança iniciaram-no na equitação e tentaram incutir-lhe ideais firmes e militares, mas Artur sempre foi um rebelde. Tendo crescido junto ao mar, cedo se apaixonou pelos desportos náuticos. Por imposição do pai, Artur terminou o curso de económicas, mas assim que se formou tornou-se uma espécie de cavaleiro andante. As suas viagens levaram-no aos quatro cantos do mundo, passando pelas situações mais extremas e pelos cenários mais inóspitos, sempre desafiando os seus próprios limites. Surfou com os melhores e, no seu tempo, chegou a mergulhar com a tripulação do mítico Jacques Cousteau. Após o 25 de Abril, tudo mudou na vida de Artur. Ficou sozinho em Portugal, a sua família fugiu para o Brasil. Conseguiu a representação de uma marca de fatos de borracha e foi o primeiro importador desse tipo de material para Portugal. Cedo conheceu o amor da sua vida: Graça, com quem casou. Apesar de saber que Graça tinha um problema com drogas, Artur nunca desistiu dela, até que numa recaída Graça morreu com uma overdose. Depois do choque, Artur viu-se sozinho com Ariana, nessa altura com seis anos, e foi obrigado a reequacionar toda a sua vida. Atualmente com 55 anos é uma referência para todos os surfistas portugueses e, em particular, para os jovens da Praia das Conchas. É um soul surfer amante de ondas grandes.

Lia Carvalho - Mafalda Lima
Talentosa e exigente, Mafalda sempre ambicionou a perfeição, desde criança. O pai é administrador de uma multinacional e a mãe dirige uma empresa de publicidade. Tem dois irmãos mais novos, um com 17 e outro com 15. Frequentou um prestigiado colégio privado, começou a estudar canto no Conservatório de Lisboa e dança numa academia perto de casa. Optou por continuar os estudos de canto em vez de seguir Publicidade ou Gestão de Empresas como era a vontade dos pais. É determinada, não quebra facilmente e canaliza todas as energias a trabalhar para concretizar o seu grande sonho: ser cantora profissional. Já foi vocalista numa banda e agora canta no bar de Vicente. Foi aí que conheceu Gonçalo Barahona, que pouco tempo depois, se tornou seu namorado.

Sara Barros Leitão - Constança Ferrão
Vive com os pais e com o irmão, de 13 anos. Pertence a uma família de classe alta. Constança estuda Direito e é uma rapariga meiga, carinhosa e muito tranquila, com uma natureza conciliadora. É uma amiga fiel de Mafalda e também a pessoa que melhor consegue lidar com ela. Constança adora sair à noite, divertir-se e dançar. Por influência de uma amiga começou a frequentar uma academia de danças africanas e nunca mais parou. Foi lá que conheceu o seu namorado, Sílvio.

Igor Regalla - Sílvio Paixão
É natural de Luanda onde cresceu. Há cerca de dois anos mudou-se para Portugal com a mãe e o pai, que veio assumir o cargo de oleccio comercial na filial portuguesa da empresa de material de escritório onde trabalha. A família instalou-se num bairro novo, na zona da Amadora. Sílvio poderia ter ficado em Angola, mas preferiu vir para Lisboa pois aqui tinha muito mais oportunidades de conseguir vingar como bailarino. A dança é a sua vida, a sua grande paixão, a sua razão de viver.

Pedro Martins - Frederico Osório
É o mais novo de três irmãos. A sua mãe trabalha num banco e o pai é engenheiro civil. Frederico é o melhor amigo de Afonso e Manuel. Fanático por “zeros e uns”, programação e jogos de estratégia, passa o dia a criar jogos e a fazer vídeos para publicar na internet. Mas se no mundo exterior Fred passa despercebido, o seu alter ego no mundo virtual vai tornar-se uma referência para multidões de crianças e adolescentes.

António Camelier - Afonso Moura
Filho único de um funcionário público e de uma professora primária, Afonso vive com os pais num apartamento, perto da Praia das Conchas. Cresceu junto ao mar e faz surf desde muito novo. Aos 17 já tinha chumbado dois anos, por isso os seus pais não foram apanhados de surpresa quando Afonso desistiu da escola e conseguiu um patrocínio de uma marca de material de surf. Durante os anos seguintes dividiu o seu tempo entre temporadas no Havai, Indonésia, França e Espanha. Mas as coisas não correram ele esperava. De regresso às origens, passa os dias na companhia os seus melhores amigos. É vaidoso, orgulhoso e algo limitado, mas é extremamente leal e amigo do seu amigo. Tem um coração enorme.

Ricardo Sá - Manuel Rebelo
Filho único de um médico e de uma advogada, vive com os pais num condomínio privado junto à Praia das Conchas. Não deve muito à beleza, mas tem boa disposição para dar e vender. Tem um talento notável para o humor, para a escrita e para coleccionar parvoíces que saem na imprensa. Manuel está prestes a concluir Ciências da Comunicação na Universidade Nova de Lisboa mas sonha ganhar a vida a fazer stand up comedy. É uma espécie de ghost writer do Facebook de Afonso.

Eurico Lopes - Rui Quadros
É o dono da loja Pé no Mar. Homem culto, afável e bem-parecido, é um ícone de elegância. Adora conversar. Rui formou-se em Sociologia e trabalhava como funcionário público, na Figueira da Foz. Chegou à Praia das Conchas há cerca de um ano para abrir a loja Pé no Mar. Não gosta de partilhar a sua intimidade. A verdade é que Rui resolveu mudar de cidade e de vida porque não teve coragem de assumir na terra natal, onde todos o conhecem, que é homossexual. Nasceu no seio de uma família tradicional e achou que a sua opção nunca seria bem aceite. Quando Teresa Vilar regressa a Portugal, Rui será o seu grande apoio. Teresa e Rui conhecem-se desde miúdos. Ela costumava ir passar férias para casa dos avós maternos na Figueira da Voz, de onde Rui é natural. Chegaram a namorar na adolescência, muito de antes de Rui assumir a sua homossexualidade. Depois disso tornaram-se grandes amigos, mantendo-se sempre ligados, mesmo à distância.

Pedro Caeiro - Cristóvão "Cris" Santos
É divorciado e tem um filho. Separou-se da mulher depois de conhecer Rui, por quem se apaixonou. É o contabilista da loja. Vai lá de vez em quando.

Débora Ghira - Vanessa Roque
Empregada da loja Pé no Mar. É boa miúda. Genuína e sensual, tem uma elevada auto estima e gosta de exibir os seus atributos físicos. Prefere os homens que lhe dão luta, acabando por perder o interesse quando ficam na sua mão. Filha de emigrantes, viveu em França com os pais até aos vinte anos, altura em que a família a incentivou a vir estudar para Portugal e procurar um futuro melhor. Não querendo defraudar as expectativas dos pais, Vanessa nunca lhes revelou que não estava a estudar. Apesar de não ser muito inteligente ou ambiciosa, Vanessa é responsável e sempre teve trabalhos que lhe permitiram governar-se. Já serviu à mesa, trabalhou num hipermercado e recentemente conseguiu emprego na loja Pé no Mar. Vanessa mantém ainda uma estreita relação de amizade com Luísa Franco, que nasceu depois desta a salvar de morrer afogada. Outra particularidade de Vanessa é o facto de ser viciada em chocolates. Vanessa utiliza algumas expressões de emigra, principalmente quando está nervosa ou se irrita.

0 comentários:

Enviar um comentário