segunda-feira, 28 de julho de 2014

ESPECIAL - "O Rebu"


A SIC estreia esta segunda-feira, dia 28 de Julho, o remake de "O Rebu", tendo apenas uma semana de diferença em relação à emissão no Brasil. Contando com um elenco de luxo, esta produção da Globo conta com Patrícia Pilar e Tony Ramos como protagonistas.

Na apresentação à imprensa no Brasil, os actores falaram com os jornalistas revelando um pouco das suas personagem. Com os cabelos curtíssimos e pretos, Sophie falou sobre a transformação para a novela, dizendo: "Eu me permito viver personagens novos. A mudança radical de visual ajuda a desconstruir a Sophie, pessoa, para o personagem". Já sobre o seu novo desafio, a actriz disse que há "muitos mistérios de histórias que não posso contar. Posso dizer que é o personagem mais determinado que já fiz".

Daniel de Oliveira, que se apresentou ao lado da namorada (Sophie Charlotte), falou da sua personagem tendo revelado que este "é um oportunista, no decorrer da trama vamos mostrar isso. Na festa, ele não apronta muito, mas antes... Imagino que ele não é tão suspeito".

Tony Ramos, um dos protagonistas de "O Rebu", comentou sobre a sua personagem o empresário Braga. "Ele tem justificativas para tudo em nome das muitas empresas que comanda. É um vilão atípico, porque também é avô, pai de família. Essa contradição dá o lado humano, contraditório do personagem", explicou o actor, que faz 50 anos de carreira na TV, tendo sido aplaudido de pé pelos colegas durante a apresentação.

Patrícia Pillar revelou que acompanhou a primeira versão de "O Rebu", transmitida em 1973, e adorou a adaptação da sua personagem: "É muito rico o personagem ter se tornado uma mulher, já que nos dias de hoje as mulheres é que estão no poder".
Veterana de novelas, a actriz Cássia Kis Magro estava empolgada com o novo trabalho e, principalmente, com a dinâmica da novela. "A história vai para frente e para trás. É a primeira novela em que a gente pega capítulo e não joga fora. Eu carrego todos os capítulos. A gente está sempre mexendo nos capítulos pra saber com que roupa estava, como estava meu cabelo. As sequências da festa são as mais difíceis. 'O Rebu' é uma novela totalmente trabalhosa, temos que ficar focados. Na Argentina ficamos no mesmo hotel e ficamos focados, criamos uma união".

Os autores George Moura e Sergio Goldenberg também estiveram presentes, tendo apresentado a trama. "Estou com um frio na barriga. No documentário, 'Peões', do Eduardo Coutinho, em uma das entrevistas, um operário diz: 'A coisa que eu fico mais feliz é quando eu vejo um caminhão passando porque ali tem uma peça que eu fiz'. 'O Rebu' é isso. Cada um é o pedacinho da engrenagem dessa grande historia", explicou Moura. Para o autor, um dos maiores desafios da novela será a continuidade, uma vez que a maior parte da trama, os actores usarão o mesmo figurino.

A trama terá três tempos dramáticos: dia da festa, dia da investigação e os flashbacks. "Em relação a primeira versão, acho que a mudança mais substancial seja o ritmo e a quantidade de tramas, e assim traz assuntos para o centro da cena que são assuntos dos dias de hoje", afirmou Moura.

Após o sucesso das cenas quentes de 'Amores Roubados', o director de núcleo José Luiz Villamarim não escondeu que a trama também terá um lado sensual. "Vivemos em um país sensual. Precisamos explorar isso. Mas exploraremos com elegância. Teremos sensualidade sim, e isso é uma das qualidades brasileiras", adiantou o director. George aproveitou para avisar aos curiosos: "Não existe casal homossexual nesta novela."

Marcos Palmeira retorna ao pequeno ecrã como o delegado Pedroso e confessou que já pensou em abandonar a profissão. "Já pensei em largar a carreira de actor por ser difícil ser artista aqui e ficar lá na fazenda com meus orgânicos. Mas o chamado é mais forte e não dá pra largar a profissão", afirmou o avtor, que criticou o comportamento de alguns colegas. "O mundo de hoje é muito louco. Hoje os jovens artistas têm essa coisa da vida pessoal ser tão importante quantos seus trabalhos para media".

Na sua primeira novela, Jesuíta Barbosa, confessou que está a sentir a diferença no ritmo das gravação. "Muda muito o jeito de fazer cada trabalho. Na TV o tempo é mais acelerado. Eu não consigo mensurar o que é mais difícil porque depende da linguagem e do tempo pra construir um personagem".
  
"O REBU" ESTREIA ESTA SEGUNDA-FEIRA, DIA 28 DE JULHO, ÀS 23H30, NA SIC!

0 comentários:

Enviar um comentário