segunda-feira, 21 de julho de 2014

"The Voice Portugal" em análise #16

Dezasseis semanas depois do início da aventura, estão escolhidos os quatro magníficos. Rui, Nuno, Alexandre e Luís: um deles será o grande vencedor do "The Voice Portugal" e levará como prémio um contrato discográfico com a Universal.


Na semifinal do talent-show da RTP, os concorrentes actuaram duas vezes: a solo e em duelo. Finalizadas as actuações, e naquela que para nós foi uma das melhores galas do programa em termos de performances, as difíceis decisões estiveram a cargo do público e dos mentores.

Dezasseis semanas depois do início da competição, o "The Voice Portugal" resume-se agora a quatro finalistas que vão lutar pelo título de A VOZ de Portugal. Rui, Nuno, Alexandre e Luís: só um sucederá a Denis Filipe e levará consigo um contrato discográfico com a Universal. A escolha cabe aos portugueses que, durante toda a semana, vão votar nos seus favoritos. 

No que à produção desta gala diz respeito, nada mais há a referir que ainda não tenha sido dito nas análises anteriores. No entanto, deixamos nota positiva para a tentativa bem.sucedida da RTP e da Shine em dar a volta ao episódio protagonizado por Rui Reininho na gala anterior. Diz o ditado que "o que não tem remédio, remediado está" e, de facto, brincarem com a situação da forma como o fizeram, quer na abertura da gala quer no decorrer dela, foi uma jogada de mestre.

Quanto a tudo o resto, foi como sempre muito bom e só mais e melhor podemos esperar da grande final. No ar, e apesar de o "The Voice Portugal" não ter ainda terminado, já se sente a saudade. Saudade de um programa, um grande programa, que ao longo de dezasseis semanas acompanhamos a par e passo. Que venha a grande final - estamos preparados!

0 comentários:

Enviar um comentário