domingo, 19 de outubro de 2014

"Factor X" | a análise #2.7

A segunda fase do Bootcamp iniciou-se este domingo e decisões difíceis tiveram que ser tomadas. O desafio das cadeiras começou e dos 12 concorrentes por categoria, apenas quatro vão conseguir passar à fase das galas. Os adultos foram a primeira categoria a enfrentar o desafio.

Após a primeira fase do Bootcamp, e com as categorias reduzidas a 12 elementos cada, iniciou-se neste domingo o desafio das cadeiras, onde também os mentores ficaram a conhecer a categoria que lhes calhou. Tal como o OLHAR A TELEVISÃO divulgou em primeira mão, Paulo Junqueiro ficou com os Adultos, Paulo Ventura com os Grupos, Miguel Guedes com as Raparigas e Sónia Tavares com os Rapazes.

Consideramos, desde já, uma má decisão da produção a de entregar a categoria dos Grupos a Paulo Ventura. No nosso entender, não faz qualquer sentido o mentor ficar com a mesma categoria que teve na primeira temporada do "Factor X".

Passando à competição, e com as categorias atribuídas, o desafio das cadeiras teve finalmente início. E se até aqui a competição estava a ser dura, nesta segunda fase do Bootcamp as emoções dos jurados e dos participantes atingiram o limite. Dos 12 concorrentes por categoria, apenas quatro conseguem garantir lugar nas galas em directo.

Os Adultos foram a primeira categoria a prestar provas, e o mais pequeno erro foi fatal para a permanência na competição. Paulo Junqueiro teve que tomar decisões difíceis e depois de todos os concorrentes ouvidos e de algum senta e levanta das cadeiras, o TOP 4 foi fechado:


  • Ana Paula Cardoso
  • Jorge Baptista
  • Lúcia Mourinho
  • Rúben Mendes


Depois dos Adultos, as Raparigas são as próximas a enfrentar o desafio das cadeiras e, neste episódio, foram ouvidas as primeiras concorrentes. Mas, antes de falarmos desta categoria, queremos primeiro ressalvar que foi pena ouvir apenas 10 dos 13 candidatos de Paulo Junqueiro. O que aconteceu aos restantes três participantes? A dúvida fica no ar!

Voltando às Raparigas, Miguel Guedes teve que tomar as primeiras decisões. Neste momento estão sentadas nas a Ana Filipa Martins e a Mariana Froes. Apesar disso, tudo está ainda em aberto e a dança das cadeiras de um segundo para o outro tudo pode mudar. Na próxima semana vamos finalmente conhecer as finalistas desta categoria, bem como o TOP4 dos Rapazes e dos Grupos.

A terminar, e focando-nos nas questões técnicas, e à semelhança do que aqui temos referido em edições anteriores rubrica, toda a produção da Fremantlemedia Portugal está de parabéns. A realização, filmagem, imagem, som e edição do "Factor X" tem primado pela qualidade e este foi mais um grande episódio. Esperamos, agora, que assim continue até ao fim desta segunda temporada.

2 comentários:

  1. Pobre Paulo Ventura, eu no lugar dele armava peixeirada.
    E os grupos este ano pareceram-me tão fraquinhos e também com tão pouca visibilidade. Só se for um dos novos grupos formados no programa que surpreenda (aliás, foi o que aconteceu na temporada passada), senão nem o imagino a conseguir voltar a chegar ao Top5.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este ano nem chega ao top 10, parece-me. Pelo que vimos até agora o melhor grupo são as Burning Tears, e se o público já não vota em grupos, um formado por raparigas tem a vida ainda mais dificultada.
      Não achei nada justo darem de novo ao Paulo a categoria menos popular.

      Eliminar