segunda-feira, 23 de março de 2015

"Achas Que Sabes Dançar?" em análise | #7

O palco do "Achas Que Sabes Dançar?" despediu-se este domingo do Fábio e da Inês. A competição segue agora com seis bailarinos, a duas semanas de ser encontrado o grande vencedor.

A monotonia pode representar um risco bem real para formatos televisivos que envolvam talentos, seja os de música ou de dança como é o caso. Há que saber arriscar, inovar, surpreender. Sendo coerente com aquilo a que até agora tem habituado os telespectadores, a Shine Iberia Portugal decidiu fazê-lo nesta sétima gala do "Achas Que Sabes Dançar?".

Não que o espetáculo que a cada domingo nos têm apresentado sejam mais do mesmo, bem antes pelo contrário. Mas às lindíssimas coreografias, às brilhantes interpretações, ao notável desempenho dos concorrentes e à agradável prestação de Diana Chaves juntou-se música ao vivo.

Ao lado de Nelson Freitas, Kátia Guerreiro, Diogo Piçarra e Agir, os oito finalistas criaram no palco do "Achas Que Sabes Dançar?" momentos de pura emoção recheados de um enorme talento. Perante um espetáculo com música e dança feitas em directo, dirão vocês que nada mais poderemos pedir. Bem, na verdade, até podemos.
Podemos pedir, por exemplo, que situações como a que precedeu a segunda actuação do Vítor e da Carlota (e à qual Diana Chaves foi alheia) não voltem a acontecer. É que são pequenos segundos que podem deitar por terra todo o trabalho feito ao longo da emissão.

Mas olhemos para os protagonistas da noite. No palco, os oito bailarinos deixaram todo o seu esforço na tentativa de conquistar os votos dos portugueses, únicos responsáveis pelo rumo da competição. Esse esforço, porém, não foi suficiente para a Inês e para o Fábio que, por terem reunido menor número de votos, se despediram da competição.


Seis concorrentes - Vítor, Gonçalo, Fausto, Liliana, Catarina e Carlota - continuam agora na luta pelo título de "bailarino favorito dos portugueses" e de um prémio monetário no valor de 25 mil euros. E a grande final está a apenas duas semanas de distância.

0 comentários:

Enviar um comentário