domingo, 29 de março de 2015

MasterAnálise | #5

A cozinha do "MasterChef Portugal" ficou reduzida a doze  aspirantes, numa semana em que o porco e o salmão da Noruega foram reis e na qual João Macedo disse adeus à competição.

A quinta semana de competição do "MasterChef Portugal 2015" começou com o desafio da caixa mistério, onde estava escondido apenas uma ingrediente - a cabeça de porco. Com duas horas de prova, o que pensavam ser apenas uma prova que daria vantagem para a prova de equipas, eis que se transforma num desafio em que o concorrente com o pior prato passaria directamente para a eliminação.

Para avaliar os treze aspirantes ao titulo de 'MasterChef' juntou-se aos jurados o chefe austríaco Hans Neuner, tendo eleito o prato do Macedo como o pior. Por essa razão, e independentemente da prova de equipas, o concorrente garantiu um lugar na eliminação. Já os pratos de Ann Kristin, Renata e Marta foram considerados os melhores desta caixa mistério. Mas como só um podia ganhar, Marta foi a escolhida.
Lisboa foi o cenário escolhido para o desafio de equipas, tendo o Museu da Carris servido como pano de fundo para esta prova. Foi no tradicional eléctrico amarelo que Manuel Luís Goucha, Rui Paula e Miguel Rocha Vieira chegaram ao local, numa entrada que não podia ter resultado melhor no pequeno ecrã.

Como vencedora do desafio anterior, Marta recebeu uma vantagem para a prova de exterior: além de ser capitã de equipa e de ter mais um elemento na sua equipa, a concorrente teve ainda oportunidade de escolher o menu que queria fazer: peixinhos da horta e favas com entrecosto ou jaquinzinhos fritos e ervilhas com ovos escalfados, tendo escolhido o primeiro. Além da entrada e do prato principal, ambas as equipas tiveram que fazer o mais tradicional dos doces de Lisboa: o pastel de nata. E por isso, os jurados receberam como convidado o Chefe Sérgio da Cruz, da pastelaria Manteigaria, que forneceu a receita e a sua ajuda para confeccionar a sobremesa.

Apesar de ter sido o pior prato na caixa mistério, Macedo foi o capitão da outra equipa, numa prova que os concorrentes cozinharam para 60 funcionários da Carris. No final, foram os próprios que tiveram a tarefa de escolher os vencedores, mas como ficaram ambas empatadas, com 30 votos cada, foi o chefe convidado que decidiu quem ganhava a prova. A equipa de Macedo foi a vencedora, tendo ficado todos salvo da eliminação, excepto o capitão pois já tinha arrecadado o bilhete directo na prova anterior.

De regresso à cozinha do "MasterChef", Macedo e toda a equipa da Marta depararam-se com uma caixa gigante em estúdio, onde tinha escondido o ingrediente da eliminação: o salmão da Noruega. Mas se os concorrentes pensavam que iam ter apenas que fazer um prato de invenção com o salmão, enganaram-se.

Numa semana em que o "MasterChef" recebeu vários convidados, também na eliminação o Chefe Henrique Sá Pessoa fez uma visita, e juntamente com Miguel Rocha Vieira e Rui Paula cozinharam ao mesmo tempo que os concorrentes. Henrique Sá Pessoa filetou o peixe, Miguel Rocha Vieira cozinhou, Rui Paula empratou e Manuel Luís Goucha provou. Temos que elogiar a Shine Iberia por esta ideia, pois foi excelente e resultou na perfeição.

Após 50 minutos de prova e depois  dos chefes terem provados todos os pratos, eis que João Macedo foi o escolhido para abandonar a competição.


Nesta edição da MasterAnálise, destacamos pela positiva o ritmo impresso em cada programa que se impôs face à temporada de 2014. Outro ponto a realçar passa pelo facto dos próprios jurados terem falado sobre a app do programa. Uma boa ideia, que não corta o ritmo ao programa e bem inserida, sem terem que recorrer a uma publicidade extra para falarem sobre a plataforma digital deste 'MasterChef'.

Por outro lado, continuamos a destacar negativamente a voz-off, que começa mesmo a cansar. Este é um ponto que, de resto, aqui vamos sempre referir até ver melhorado e esta irritante voz-off seja apenas e só usada quando estritamente necessária (que é quase nunca).

Na próxima semana, o "MasterChef Portugal" viaja no tempo numa ida até à cidade de Tomar. Nós cá estaremos para mais uma MasterAnálise.

0 comentários:

Enviar um comentário