segunda-feira, 18 de maio de 2015

ESPECIAL | "Poderosas" - O elenco

Vingança, Ódio, Amor, Mistério e Ambição são os ingredientes de "Poderosas". Além de Margarida Marinho, esta produção da SP Televisão para a SIC é também protagonizada por Rogério Samora, Soraia Chaves, Maria João Luís e Joana Ribeiro. Conta ainda com grandes nomes como o de Ana Nave, Rui Mendes, entre muitos outros.

(Nota: em primeiro surge o nome do actor e depois o nome da personagem)
Rogério Samora - José Maria de Sousa e Ataíde
É o grande vilão e o alvo das Poderosas. Vindo de uma família nobre e falida lisboeta, estudou Direito em Coimbra, mas nunca exerceu. Casou por dinheiro com uma mulher rica que, convenientemente, acabou por morrer num acidente. Logo a seguir, saiu de Portugal e abraçou a carreira de agente desportivo, mas de segunda linha. É um fura-vidas que se serve da sua linhagem nobre como um disfarce. A sua próxima vítima é Marina e o seu património, mas José Maria vai ter de enfrentar a força de três mulheres que vão fazer de tudo para o Destruir. É ganancioso, manipulador, mentiroso, agressivo, violento e calculista. Tem um charme extraordinário, é culto e interessante, um cinquentão cheio de pinta e maldade. Tem uma relação de amor-ódio com o pai Homero e o irmão Miguel. Juntos, formam um clã e José Maria garante-lhes algum conforto com os seus planos de caçador de fortunas, mas nunca hesitará em deixá-los para trás se for necessário. Até porque nunca perdoou o pai pela morte da mãe. A perda da matriarca e uma descoberta no futuro serão os calcanhares de Aquiles deste implacável ser humano.

Soraia Chaves - Amélia Henriques
Nasceu pobre e mal-amada num Portugal profundo e rural. A mãe Dália, não resistiu ao charme do pouco escrupuloso Homero de Sousa e Ataíde e acabou abandonada com uma filha nos braços: Amélia. Dália entrou em depressão profunda e decidiu suicidar-se num poço. Amélia assistiu a tudo. Amélia fica a cargo de uma vizinha que a maltrata. Mais tarde, engravida de um amante ocasional e pretende manter a criança. Aquele bebé é o passaporte para a sua felicidade, mas é surpreendida pela morte da sua filha que teria o mesmo nome da mãe: Dália. O inferno e a prisão acabam quando ela encontra a vizinha sem vida. Nasce então uma nova Amélia. A menina ingénua e sonhadora é agora amarga e desconfiada. Ganha força, ganha vida, ganha alma e concentra-se apenas num objetivo: vingar-se de José Maria, o verdadeiro culpado pelo sofrimento da sua mãe; fazê-lo pagar pela morte dela e levá-lo a matar-se também num poço. Une-se a Jacinta e a Luísa. É a cabecilha das Poderosas e também a mais cerebral e mais ponderada. A vida irá finalmente premiá-la através do amor de Rúben José e de uma descoberta especial.

Maria João Luís - Jacinta Lourenço
É a última Poderosa a aceitar entrar na vingança. O amor que ainda sente por José Maria pode torná-la na primeira Poderosa a arruinar o pacto. Oriunda de uma família humilde do norte, foi trabalhar, ainda adolescente, para casa de uns senhores em Lisboa. Conheceu José Maria e deixou-se encantar, caindo na cantiga do bandido. Sonhou com uma vida ao lado de José Maria, mesmo sabendo que ele era casado. José Maria enviúva e Jacinta sente que é agora o momento, mas ele abandona-a e ainda a acusa de ter matado a sua mulher. Jacinta é presa. Agora, é uma mulher elegante e empresária bem-sucedida. Agora, é também dura, solitária e nunca mais voltou a amar. Todo o seu carinho vai para o sobrinho Dinis, a sua luz. A sua tranquilidade é abalada quando percebe que a sua melhor amiga, Marina, vai casar com… José Maria. Com sede de vingança, Jacinta une-se às Poderosas. Mas o amor que ainda sente pelo vilão leva-a a cometer erros e a cair nas suas garras. E o pior é que a menina e a mulher têm algo em comum: um segredo escondido a sete chaves.

Margarida Marinho - Marina Nogueira
É a próxima vítima de José Maria. Dona da quinta de Santa Mónica, arrecada milhões com as exportações de fruta e vegetais. Viveu anos num casamento sombrio com Emídio. Amava-o, mas não conseguia suportar o seu vício no álcool. Quando Emídio morre, Marina vive. A sua vontade de ser feliz é tão grande que Marina sucumbe logo a José Maria, com quem já se tinha envolvido no passado. Ele fá-la sentir-se a mais bela de todas as mulheres. Marina é a felicidade em pessoa sem saber que todos os que a rodeiam têm uma agenda escondida. José Maria, o noivo, só quer a sua fortuna. Amélia, a secretária que adora, só quer vingar-se de José Maria e só entrou naquela casa para estar mais perto dele.Jacinta a melhor amiga, ama ainda o homem com quem ela está. E Luísa, a filha, entra num pacto para destruir o homem que ela escolheu para seu marido. Talvez um dia Marina agradeça às Poderosas. Mas até lá, vai lutar contra o mundo para poder ser feliz com José Maria.

Joana Ribeiro - Luísa Nogueira
É a mais nova das Poderosas e a mais intempestiva também. Sofreu muito com a morte do pai Emídio, que mudou radicalmente a relação que tinha com a mãe. Prometeu-lhe que ia cuidar da família e tem feito esse esforço, mas a chegada de José Maria é uma ameaça a essa promessa e ao património. Luísa luta, faz frente, age sem pensar, deixa-se levar pelo coração. É inteligente, decidida, empenhada e o seu maior prazer é cozinhar. Irá abraçar o projeto da cantina com toda a sua paixão. Apesar de intensa, teve namorados, mas nunca amou nem nunca se entregou verdadeiramente. Dinis surge no seu caminho e isso muda. A ligação entre eles é tão forte que nada parece poder afastá-los. Nem as proibições de Jacinta nem as malvadezas da ex-namorada de Dinis, Violeta. Mas os maiores inimigos de Luísa e de Dinis serão eles próprios. Luísa viverá dividida entre uma vingança e um amor, entre a vontade de salvar a família e a vontade de ficar ao lado de Dinis.

João Jesus - Gonçalo Nogueira
É filho de Marina e irmão de Luísa com quem tem uma relação forte e cúmplice. Sempre foi excessivamente mimado e protegido pela mãe. Não conseguiu completar o 12º ano, mas mente dizendo que está na faculdade (há três anos que finge ir e vir todos os dias de um fictício curso de Direito). Só quer sair, divertir-se, beber. Tem comportamentos de alcoólico, preocupando a família que já perdeu um membro dessa forma. Aparentemente é só o jovem rico, rebelde, fútil e mulherengo. É só o rapaz que namora ao mesmo tempo com Inês e com Cecília. Mas, na verdade, é muito mais do que isso. É frágil, carente e cobarde. A sua vida muda quando José Maria entra na vida da sua mãe e, consequentemente, na sua. Gonçalo irá sofrer nas mãos do vilão, será uma das maiores vítimas e acaba por se afundar ainda mais. Os caminhos tortuosos levam Gonçalo até Dália. Encontra nela uma cúmplice, uma companheira que não o julga e isso é tudo o que Gonçalo quer: nada de rótulos, nada de julgamentos, liberdade total. Mas Gonçalo nunca se livrará de uma coisa, do peso do sangue.

Rui Mendes - Homero de Sousa e Ataíde
É um conde, com ligações à casa de Bragança. Ou, pelo menos, é assim que ele se vê. Não fala no assunto, claro, porque seria uma falta de educação e para ele a falta de educação é pecado capital. Veste-se sempre de forma impecável, é gentil com as senhoras, um cavalheiro com os empregados, um exemplo de como estar em sociedade. Antiquadamente romântico, sensível e gentil, é o maior mulherengo que Deus deitou à terra. Dá dez a zero aos filhos José Maria e Miguel, que se espantam com o sucesso do pai entre as mulheres. É muito forreta e está-se nas tintas para o comodismo dos outros, chegando a ser mau se for necessário. Faz o que for preciso para estar bem e cola-se aos outros para isso. Encontrará em Alfredo um companheiro e em Olga uma alma gémea. Apesar de ser tremendamente egoísta, gosta genuinamente dos filhos e irá sofrer com a falta de escrúpulos que ambos demonstrarão.

Jorge Corrula - Miguel de Sousa e Ataíde
Combina os defeitos do pai (mulherengo, egoísta), com os defeitos do irmão (manipulador, ambicioso, cruel, desleal). Com um sentido de humor corrosivo e maldoso, Miguel é uma alma com falta de amor provocado pelo abandono da mãe. Isso tornou-o desconfiado, cínico, com nenhuma fé nas mulheres nem no amor. Quer ficar com Luísa e dominar a fortuna de Marina, se necessário espezinhando irmão e o pai. Está atrás deles na “pole position”, mas tem a fanática determinação do “underdog”, do subestimado. Sente profunda inveja de Luísa e de Gonçalo por aquilo que eles tiveram e ele não teve. Mas a maior inveja sente-a em relação a José Maria. Sempre quis ser como ele. A chegada de Violeta vai trocar-lhe as voltas. Ela é pobre, sem berço e sem educação. Ela é o oposto do que ele quer... E, no entanto, ela é o que mais ele passa a querer. Ela é a mulher que o faz sentir. Ela é a mulher que o faz esquecer. A paixão é fulminante e torna-se fatal quando os dois, juntos, se envolvem num crime.

Tomás Alves - Dinis Lourenço
É sobrinho de Jacinta. Foi criado por ela depois dos pais terem sucumbido a um acidente de automóvel. As bússolas de Dinis são a honestidade e a verdade, o que será um obstáculo na sua relação com uma das Poderosas. É o menino dos olhos de Jacinta. Faz rir, é meigo e bonito. O mundo feminino rende-se a Dinis, mas é Luísa quem ganha o seu coração. Os dois conhecem-se num momento em que as suas vidas ficam em perigo e desde aí nunca mais se largam. Quem também vive esse momento e testemunha a atração irresistível que há entre os dois é Violeta. Violeta é a ex-namorada de Dinis. Louca, obsessiva, prometeu que nunca iria desistir dele. Provoca estragos na relação dos dois que, apesar disso, vai resistindo. O amor deles é um bloco, um forte, uma muralha. A questão é que Dinis se apaixonou por uma Poderosa que tem um objetivo bem definido: uma vingança. E a integridade e os valores de Dinis nunca aceitarão os métodos usados por Luísa. Serão eles próprios os maiores entraves ao seu amor.

Lia Carvalho - Violeta Barros
É a ex-namorada de Dinis. Conheceu-o quando era balconista de uma loja que ele frequentava. Viu nele um homem diferente de todos aqueles que tinha conhecido, familiares incluídos. Dinis não era agressivo nem violento nem ameaçador. A sua integridade fez com que Violeta decidisse escolhê-lo para amar. Namoraram uns meses, mas o temperamento obsessivo e maluco dela foi fatal. Quer reconquistá-lo custe o que custar e une-se a Miguel para o conseguir. Mas o seu aliado rapidamente se tornará no seu… amante. Os dois terão um romance explosivo, no qual acabam por conhecer e dar a conhecer as suas verdadeiras essências. Violeta cresceu numa família pobre, onde nunca foi muito respeitada. Habituou-se a ser tratada como lixo. Habituou-se a ser vista como um objeto e a sofrer em silêncio. Habituou-se a que a atraiçoassem. Henrique era o seu primo confidente, quase irmão. Mas atraiçoou-a. Abusou dela demasiadas vezes, embora nunca tenha conseguido concretizar a violação. Ameaçou-a. Agrediu-a. Violeta calou e depois acabou por fugir. Mas Henrique continua vivo e continua obcecado por ela.

João Mota - Henriques Gomes
É rude, grosseiro, violento e limitado, fruto do ambiente de grande pobreza emocional e financeira em que cresceu. O pai deixou a mãe, que se tornou toxicodependente e os irmãos nunca quiseram saber dele. A única pessoa que lhe dava alguma atenção era a tia Joana, mãe da prima Violeta, em cuja casa Henrique passava muito tempo. Infelizmente, a tia tinha mais filhos com que se preocupar e nunca notou que o sobrinho tomava excessivas liberdades com a filha. Durante muitos anos, Henrique e Violeta foram melhores amigos e confidentes. Mas à medida que foram crescendo, Henrique começou a querer mais da prima. Abusou dela durante anos a fio, física e sexualmente. Ameaçou-a, infernizou-lhe a vida e justificava-se dizendo que aquilo era amor. Quando Violeta se foi embora de casa, desejosa de uma vida nova, Henrique ficou de rastos. Nunca a esqueceu e volta a procurá-la anos mais tarde. O inferno de Violeta volta a ganhar vida, mas agora ela já não é uma menina de dez anos desprotegida.

Rita Loureiro - Olga Mendonça
Vivia confortavelmente num palacete mas, ainda com a filha Inês pequena, foi abandonada pelo marido. O que sobra dele é o dinheiro que vai mandando, mas que um dia também deixa de chegar. Olga foi sobrevivendo, mas sem trabalhar no duro. Trabalhar será sempre o seu último recurso. O objetivo era mais “arranjar um senhor que me ajude”. Ainda tentou ser decoradora de interiores, mas os seus gostos excêntricos e sua personalidade não a levaram longe. Apesar das dificuldades, manteve-se fiel ao que sempre foi: excessiva, egocêntrica e fantasiosa. É também vistosa e sexy. O seu lado mais bondoso revela-se quando está com a prima Jacinta. Partilham segredos e angústias. Outro confidente será Homero. O que poderia ser uma história de amor (leia-se interesse) acaba por se tornar numa bonita amizade. No fundo, são demasiado iguais para ficarem juntos. Olga é obrigada a render-se e acaba por alugar um dos quartos do palacete. O que ela não imaginava é que ia se ia deixar arrebatar pelo novo inquilino, Salomão . Só que há mais um elemento nesta história: a própria filha de Olga que também cede aos encantos do rapaz do quarto do lado.

Sara Barros Leitão - Inês Mendonça
É séria, muito inteligente, compenetrada e excelente aluna. Tem uma mente prática e muito realista, ao contrário da mãe com quem vive e com quem está em constante choque. Culpa-a pela partida do pai, mas não sabe o verdadeiro motivo que o levou a ir embora. Está a fazer o mestrado na área de Direito e faz uns biscates para ganhar dinheiro. Muitas vezes (quase sempre) é ela quem sustenta e garante a sobrevivência da casa. O patinho feio e ingénuo torna-se uma presa fácil para Gonçalo. Ele parte-lhe o coração e abandona-a. Inês tem o seu primeiro desgosto de amor a sério, mas uma surpresa vai bater-lhe à porta… Literalmente. Salomão chega ao palacete degradado e enche-o de luz e vida. O problema vai ser que, afinal, Inês e a mãe têm uma coisa em comum: o que sentem por Salomão.

Ângelo Rodrigues - Salomão Silva
É simples e natural. Acredita na mãe natureza, no poder das marés, das plantas, das luas. É um bom selvagem, desprendido de materialidade fútil, de preocupações desnecessárias. É bondoso, simpático, cool. Nem sempre foi assim. Salomão, oriundo de uma família muito rica, mas que não soube amá-lo, foi um ser humano centrado em si próprio e percorreu caminhos muito tortuosos até se encontrar. Quem o ajudou foi Nana, a ama que o criou e que lhe ensinou o que era o amor. Depois de recuperado, Salomão abdicou de todo o seu património e ganhou aversão ao dinheiro. Vive com pouco, só precisa da roupa que tem no corpo e pouco mais. Percorreu o mundo, integrou missões humanitárias, ajudou pessoas e agora está a fazer um doutoramento em Estudos Africanos. Encontra um teto no palacete onde vivem Olga e Inês. Cede aos desejos carnais, com os quais lida com descontração, e envolve-se com Olga, mas será em Inês que vai encontrar a espiritualidade e a ligação que procura.

Ana Nave - Valquíria Dias
Jura que foi modelo, mas na realidade, fez apenas alguns desfiles em fato de banho para a loja da tia no Algarve. Isso e filmes eróticos dos quais morre de vergonha hoje em dia. Ninguém sabe da existência desse passado de Valquíria. Aliás, quem a conhece de agora, a mulher moralista, conservadora, julgadora, nunca diria que ela já teria protagonizado cenas calientes no grande ecrã! É casada com Alfredo, com quem namorada desde os 18 anos. Teve dois filhos, Cecília e Rúben José, dos quais se orgulha, mas que também critica constantemente. Valquíria enlouquecerá quando souber que Rúben José namora com uma mulher… da sua idade. Gere com a irmã Virgínia o clube de ténis, sendo uma profissional empenhada e cheia de brio. Há duas coisas que Valquíria desconhece e com as quais um dia vai ter de lidar: o vício do marido e a paixão escondida da irmã que sempre gostou do… seu Alfredo.

Joaquim Nicolau - Alfredo Dias
É o marido de Valquíria, pai de Cila e de Rúben José. Honesto e leal, trabalha há muitos anos na Quinta de Santa Mónica como “gerente” numa vertente mais prática do negócio. Gere trabalhadores e controla a apanha da fruta. É um capataz laborioso e competente. Excecionalmente ajuda noutras tarefas da quinta, como condução dos membros da família. Adora o seu trabalho e adora a família Nogueira. Mas por detrás do exemplar trabalhador e homem de família está um ser humano fraco e carente que se rendeu a um vício há muitos anos. Alfredo esconde-o de todos e vive entre a vergonha do que faz e o prazer que isso lhe dá. Encontrará em Homero um amigo improvável e um companheiro solidário. Quando o cerco apertar, Alfredo vai ver-se num beco sem saída em que não só terá a sua vida ameaçada como a vida dos seus.

Pedro Sousa - Rúben José Dias
É atlético, forte e dedicado ao desporto. Bem-disposto e positivo, encontra sempre o lado bom das coisas. O seu maior defeito é que ferve em pouca água, acabando muitas vezes por se descontrolar e meter-se em lutas. Estudou Motricidade Humana e licenciou-se em Desporto. Foi logo trabalhar com a mãe Valquíria como professor de ténis/zelador/responsável pelos campos de ténis. Adora o que faz e fá-lo com muita dedicação. Muito talentoso, tem como hobbie o snooker. Dedica-se a ele às escondidas, respeitando o facto de a mãe ser completamente contra qualquer tipo de jogo. Este respeito vem do amor que Rúben José tem, não só a Valquíria, mas também a Alfredo, seu pai, e a Cila, sua irmã. Rúben José é perito em cuidar deles e ai de alguém que se meta com quem ele ama. O seu mundo será abalado quando nele entrar uma deusa: Amélia . O que nasce entre eles é tão forte que Amélia chega mesmo a confiar nele. Aliás, Rúben José será, durante muito tempo, o único a conhecer a verdadeira Amélia. Quando estão juntos, debaixo do mesmo teto, tudo pode acontecer. Desde momentos fogosos a partilha de lágrimas.

Mafalda Tavares - Cecília Dias (Cila)
Conhecida por Cila, é filha de Valquíria e Alfredo e irmã de Rúben José, de quem é muito cúmplice. Está sempre pronta a ajudar os outros, é generosa e alegre, engraçada, cheia de personalidade e tem uma esperteza prática. Sempre foi preguiçosa, mas de burra tem muito pouco. Não sendo culta, não é desprovida de ideias. Não estudou muito por preguiça e desleixo. Trabalha desde nova como caixa de supermercado e é muito responsável. Quando for despedida, verá uma porta a abrir-se: a porta da Cantina do Bairro das Almas. Dois desgostos de amor consecutivos vão transformar Cila. A sua frustração e tristeza levam-na a instrumentalizar os homens. Passa a ter uma vida sexual mais liberal e envolve-se com vários homens. Despreza-os e usa-os como brinquedos. O irmão vai ser o principal opositor deste seu novo estilo de vida.

Julie Sergeant - Virgínia Matos
Chegou do Algarve ao Bairro das Almas quando tinha vinte anos. Veio com a irmã e com a esperança de uma vida melhor. É tão obcecada pelo mundo da televisão que faz castings para tudo o que é possível e é figurante sempre que pode. É uma palmista profissional, passa os dias a bater palmas e depois a correr para o clube de ténis onde trabalha. Tenta constantemente falar com produtores, realizadores e apresentadores porque, na verdade, o seu verdadeiro sonho é ser apresentadora de televisão. Sabe que está destinada a isso. É a sua missão na vida, mas um trauma do passado pode impedi-la de a cumprir. Virgínia esconde um segredo: é secretamente apaixonada pelo cunhado Alfredo, há anos e anos. É por isso que, para esconder o seu sentimento do mundo e, acima de tudo, da irmã e do próprio cunhado, finge detestá-lo e está constantemente a criticá-lo e a agredi-lo. Parte desta atitude é real: ela acha mesmo que ele é um traste e que não merece Valquíria. Mas a outra parte é a que ainda suspira por ele, pelo amor proibido que nunca será assumido.

Andreia Dinis - Mónica Pereira
É uma amiga de Bruna do salão de estética onde Bruna trabalhou. Aparece deprimida, frágil e em processo de divórcio. Apenas escassos sinais mostram que ela não é apenas o que parece, umas frases ditas mais baixo, uns telefonemas ao ex, uns comentários... Bruna tem pena dela, estende-lhe a mão e abriga-a em casa. David não gosta dela, acha-a abusadora. Mónica e Bruna começam a passar muito tempo juntas e David ressente-se. Julião adora Mónica, que, além de nova e bonita, diante dele se mostra conservadora e cheias de valores morais. Bruna conta à melhor amiga que ela e o marido são proprietários da loja chinesa e que Julião não pode sonhar que assim o é. Depois de muitas tentativas frustradas de sedução a David, Mónica começa a chantageá-lo: ou ficas comigo ou conto tudo ao teu sogro. Espertalhona e calculista, Mónica começa também a dar em cima de Julião porque pensa que pode também levar dali alguma coisa, algum lucro vindo do salão de jogos. Mónica é uma mulher com um objectivo: ficar com o espaço da loja e com algum dinheiro do salão para abrir o seu próprio salão.

Adriano Luz - Julião Rocha
É um velho do Restelo. Se fosse por ele, o 25 de Abril nunca teria acontecido, os estrangeiros eram banidos, os homossexuais presos, os divórcios e o aborto proibidos e as mães solteiras obrigadas a casar. “No tempo do Salazar é que isto era bom”. Ficou assim desde que foi abandonado pela mulher. A partir desse dia, passou a viver no passado, quando era feliz. Amante do bilhar, é proprietário do salão de jogos “Rocha’s”, que junta mesas de bilhar a máquinas de flíperes e jogos eletrónicos. Tem pena, mas sabe que, se assim não for, vai à falência. O seu grande sonho é ensinar a alguém todos os truques e fazer do pupilo um campeão mundial. Mas o seu grande amor é mesmo a filha Bruna. O grande amor e… o grande pavor também. Julião faz-lhe todas as vontades e até se sujeita a uma vida dupla para não lhe dar nenhum desgosto: acumula namoradas e affaires às escondidas. Não se conforma por Bruna ter casado com David, pois acha-o um falhado. A sua vida muda com a chegada de um filho que não conhecia.

Dânia Neto - Bruna Filipa Rocha de Mamede
(Supostamente) é filha única de Julião e é mimada até à demência pelo pai. É séria, forte e muito reativa. É também a mulher da casa, quem organiza tudo. Manda no pai e também no marido, David. São os homens da sua vida, mas o pai nunca aceitou o genro e Bruna carrega esse desgosto que aumentará quando forem obrigados a viver os três debaixo do mesmo teto. Bruna trabalhou numa clínica de estética frequentada por famosos. Coscuvilheira por natureza, gostava de ser comentadora cor-de-rosa numa revista ou na televisão e o seu ídolo é o Cláudio Ramos. Viu-o uma vez e desde então nunca mais falou de outra coisa. “O Cláudio diz” é o seu lema. Fala com mau uso de pronomes: “Disse a ele”, “Mostrei a ela”, de dedo espetado, tique que tem quando se enerva. É trabalhadora e tem a mania das limpezas. Também tem a mania que todas as mulheres querem roubar-lhe o marido. Como ele também sente o mesmo por ela, a relação é explosiva e ciumenta. Gostava de ter uma mini Bruna ou um mini David, mas a vida não vai facilitar-lhes esse sonho…

Rui Melo - David Mamede
É um homem sério, leva-se a sério e gosta que o mundo faça o mesmo. Inocente e esperto, mas com um português deplorável, principalmente no uso dos tempos verbais. É completamente apaixonado pela sua mulher Bruninha e o seu ídolo é o sogro, Julião. Tem a obsessão de ser igual a ele. Infelizmente, Julião despreza bastante David – na mesma medida em que o adora, porque reconhece o seu bom coração e o amor por Bruna – e a relação entre os dois é passiva-agressiva e muito cómica. Fica desempregado e aventura-se na abertura de uma loja de chinês que criará a guerra no Bairro das Almas. O lado dos habitantes que estão contra seria mais fácil de domar se não estivesse lá o seu próprio sogro. Julião faz de tudo para fechar a loja sem saber que se trata de um negócio da filha e do genro. David e Bruna esforçam-se para manter o segredo, mas… Nenhum segredo o é para sempre.

Miguel Bogalho - Julião Jr.
É o filho que Julião nunca soube que tinha. Vive nos subúrbios e, depois da morte da mãe, decide procurar o pai. Julião nunca soube da existência dele e é apanhado de surpresa. JJ é barman num bar em Lisboa. Bonito, masculino e forte, é aparentemente feliz. Aparentemente… Porque, na verdade, Julião não foi uma criança alegre nem é um adulto realizado. Depois de a sua mãe morrer, foi em busca do seu verdadeiro “eu” e nada. Quando se encontra, vai lutar pelo seu sonho e nem a oposição do seu pai o vai impedir de o realizar e de saborear, pela primeira vez, a felicidade. Mas vai ser Julião quem vai acabar por ajudá-lo e, juntos, vão lutar contra o mundo!

Manuel Cavaco - António Sousa
Personifica a dignidade, os princípios e os valores morais. Sapateiro desde os 13 anos, alugou uma oficina de arranjo de calçado no bairro da Cruz das Almas. Há quase cinquenta anos que faz o mesmo. É mestre. Infelizmente, o mundo atropelou António; já ninguém frequenta sapateiros e António verá a sua sobrevivência posta em causa. António é um verdadeiro homem do povo, simples, honesto. Gosta de se sentir útil, detesta pensar que é um velho sem qualquer interesse para a sociedade, um peso morto, um cadáver ambulante. Vem de uma família muito humilde, onde o trabalho e o esforço sempre foram valorizados, assim como os princípios morais. Acredita na sua força e na força do seu trabalho. Enviuvou muito cedo e criou sozinho o filho, Manuel, o seu orgulho. Tomará também conta de Rosa, ao aperceber-se que é uma rapariga sozinha e desamparada. Sente que ela é a filha que nunca teve e, num instinto de proteção, vai opor-se ao romance dela e do filho. Mas o verdadeiro dilema vai ser quando descobrir o método que Manel usa para ter dinheiro e ajudar quem precisa. Haverá caminhos errados para fazer o que é certo?

Tiago Aldeia - Manuel Sousa
Trabalha nos correios e é filho de António. Tem por ele uma paixão, devoção e orgulho sem limites. Órfão de mãe, teve ainda assim uma infância feliz. Manuel pertence a uma franja da juventude que quer mudar o mundo. Por isso, a situação atual de António desespera-o, revolta-o. Sente que o mundo o traiu. Não compreende como é que António pode agora ter apenas direito a uma miséria que não lhe permite viver. A queda do pai transforma-o profundamente. Fica mais cinzento e derrotado, acaba com o rapaz delicado e sensível que ele era. Toma então uma decisão: se o mundo está errado, então está na hora de o acertar. Começa a assaltar lojas, grandes cadeias de jóias, bancos, instituições anónimas. Não rouba pessoas, apenas estabelecimentos, achando que está a fazer justiça com as próprias mãos. Torna-se numa espécie de Robin dos Bosques, adopta a alcunha de "Pai Natal" e será o herói do Bairro das Almas, mas um dia terá de pagar por isso. A pureza de Rosa vem ajudá-lo a voltar a ver o mundo de um prisma mais bonito e o Manuel de antes irá, aos poucos, regressar.

0 comentários:

Enviar um comentário