quinta-feira, 11 de junho de 2015

ACONTECE LÁ FORA | Televisão e rádio públicas gregas retomam emissão

A televisão e rádio públicas gregas retomaram a sua emissão, após dois anos do seu encerramento. A reabertura da ERT era uma das promessas eleitorais de Alexis Tspiras.

Dois anos depois do encerramento forçado,por alegada má gestão e falta de transparência, a ERT retomou esta quinta-feira, 11 de Junho, a sua emissão. As letras brancas sobre o fundo azul da televisão pública da Grécia voltou a surgir nos ecrãs às 06h00 (03h00 em Lisboa), enquanto tocava o hino nacional grego.

Foi um programa informativo que marcou o início da emissão, animada por um casal de apresentadores que exprimiram a "emoção" de voltarem a estar "no ar", precisamente dois anos após o seu encerramento (11 de junho de 2013).
A reabertura da ERT foi uma das promessas eleitorais do Governo liderado por Alexis Tsipras cumprida agora, mesmo perante toda a conjuntura que a Grécia está a atravessar. Uma lei recente que permitiu a reabertura da ERT prevê a reintegração dos antigos funcionários que assim o desejem. Em Junho de 2013 eram 2 600 funcionários. Uma fonte do Ministério da Informação disse à AFP que até segunda-feira, 1 600 pessoas manifestaram o desejo de aderir à estrutura. As candidaturas estão abertas até 16 de Junho.

O custo operacional do novo grupo ascende a 60 milhões de euros por ano e será cobertos por taxa, fixada em três euros por mês, de acordo com a lei. Encerrada no âmbito da política de austeridade imposta pela ‘troika' de credores, a ERT foi substituída em 2014 pelo Nerit, com apenas 500 trabalhadores, cerca de um quinto do pessoal empregado pela ERT.

Recorde-se que, tal como o Olhar a Televisão noticiou, o encerramento da ERT provocou uma série de protestos em frente do edifício da estação, apoiados na altura pelo Syriza, e foi condenado pela União Europeia de Radiotelevisão (UER), que reúne as rádios e televisões públicas europeias.

fonte: Diário Económico

0 comentários:

Enviar um comentário