terça-feira, 9 de junho de 2015

Morreu o actor Nuno Melo

O actor Nuno Melo faleceu esta terça-feira, 9 de Junho, num hospital em Lisboa, vítima de cancro no fígado. Tinha 55 anos.

Nascido em Castelo Branco, a 8 de Fevereiro de 1960, fez a sua carreira em Portugal, apesar de também ter feito alguns trabalhos no Brasil. Começou no teatro na década de 1980, no Teatro de Animação de Setúbal, e estreou-se na televisão com um pequeno papel em "Vila Faia" (em 1982).

Dois anos depois, o seu papel na telenovela "Chuva na Areia", onde interpretou a personagem de Caniço, captou a simpatia do público. A partir de "Chuva na Areia" tornou-se uma presença regular no pequeno ecrã, muitas vezes na comédia, como no trabalho com Herman José ("Casino Royal", "Crime na Pensão Estrelinha"), e na série "Camilo & Filho Lda.".

Passou também por várias telenovelas, deste e do outro lado do Atlântico, como "Senhora do Destino", da TV Globo. No cinema participou em "A Divina Comédia" e "Dia do Desespero", de Manoel de Oliveira, "O Crime do Padre Amaro", de Carlos Coelho da Silva, entre outros.
No teatro passou por companhias como o Teatro da Cornucópia, o Teatro Aberto ou os Artistas Unidos. Entre trabalhos mais recentes de Nuno Melo, no teatro, contam-se "Plume", de Henry Michaux, peça levada à cena no Teatro da Cornucópia, e "O beijo da mulher aranha", no Teatro Nacional D. Maria II.

Em 2012, foi distinguido como melhor actor de cinema, pela Sociedade Portuguesa de Autores, pelo desempenho no filme "O Barão", de Edgar Pêra, um guião de Luísa Costa Gomes baseado no romance homónimo de Branquinho da Fonseca. O mesmo filme garantiu-lhe o Globo de Ouro de Melhor Actor, nos Globos de Ouro na SIC.

Nuno Melo sofria há nove anos de hepatite C e descobrira recentemente ter cancro no fígado. Há duas semanas que o actor estava internado no hospital CUF Infante Santo, onde aguardava um transplante hepático.

O velório realiza-se amanhã, 10 de Junho, na Igreja de São João de Deus, na Praça de Londres, em Lisboa, a partir das 16h00. O corpo será cremado no cemitério do Alto de São João na quinta-feira, 11 de Junho, de manhã, depois de uma missa às 8h45.

O OLHAR A TELEVISÃO presta as devidas condolências aos familiares e amigos do actor.

0 comentários:

Enviar um comentário