quarta-feira, 22 de julho de 2015

"Ídolos VI" | a análise #14 (Gala 5)

Numa gala dedicada aos anos 80, Mafalda Portela disse adeus à competição. A aventura da sexta temporada do "Ídolos" segue agora com sete concorrentes.

A quinta gala do "Ídolos" viajou a uma das mais ricas épocas da história musical: os anos 80. A emissão arrancou com uma actuação em grupo em que os finalistas cantaram e dançaram ao som de Jump (For My Love) dos The Pointer Sisters. Um momento que aqui, uma vez mais, elogiamos, pela excelente preparação de todos os envolvidos.

A qualidade, de resto, tem sido uma constante neste programa produzido pela FremantleMedia Portugal. Depois de uma primeira gala arrebatadora, e de alguns momentos menos bons ocorridos na semana seguinte, o nível tem melhorado consideravelmente e, a cada domingo, temos assistidos a emissões de televisão de grande qualidade.

Quem também quis entrar nos espírito dos eighties foi João Manzarra que, num momento inesperado, despiu as calças para mostrar ao público as suas leggings verdes. Gargalhadas à parte, o apresentador continua a conduzir exemplarmente o talent-show com o seu registo bem-humorado e os seus momentos de improviso que são já uma imagem de marca deste programa.

No desfile de actuações da noite os concorrentes levaram o público no estúdio e em casa para a década de 80. Como tem sido habitual, salientamos a azul as três interpretações que, na nossa opinião, foram as mais bem-sucedidas:

 - Mafalda Portela - What A Feeling de Irene Cara
 - João Couto - Fast Car de Tracy Chapman 
 - Sara Martins - Ain't Nobody de Rufus & Chaka Khan 
 - Carolina Bernardo - Girls Just Want To Have Fun de Cyndi Lauper​
 - Miguel M. Santos - Summer Of 69 de Bryan Adams
 - Rita Nascimento - Alone de Heart 
 - Paulo Sousa - Sweet Dreams (Are Made Of This) de Eurythmics
 - Luís Travassos - Chico Fininho de Rui Veloso

João Gil e Filipe Pinto, vencedor da terceira edição de Ídolos, foram os convidados musicais da noite. Os dois músicos apresentaram pela primeira vez em televisão Non-Finito, o nome do projecto que os une.

Depois de encerrado o televoto, foi altura de revelar os três concorrentes com menos votos: Carolina Bernardo, Miguel M. Santos e Mafalda Portela. Depois de já ter sido salva pelos jurados na segunda gala, Mafalda voltou a ser concorrente com menos votos do público e, por isso, disse adeus à competição.


A corrida ao título de novo Ídolo de Portugal prossegue agora com sete concorrentes.

1 comentário:

  1. Plenamente de acordo ! Esperamos que o resultado final seja, exatamente, pela ordem que aqui é apresentada,....

    ResponderEliminar