domingo, 27 de dezembro de 2015

"The Voice Portugal" em análise | #2.8 (TIRA-TEIMAS)

32 emocionantes actuações de Tira-Teimas ditaram a escolha dos 16 semifinalistas do "The Voice Portugal". As galas em directo arrancam já este domingo e é ao público que pertence, a partir de agora, a palavra final.

Num misto de razão e emoção, reduziram-se para metade as equipas, fizeram-se escolhas difíceis, estabeleceram-se estratégias de jogo e muito (e bom) talento ficou pelo caminho - o que, aos olhos de muitos, pode até parecer injusto, mas que é no fundo o reflexo de um excelente casting de concorrentes que, desde o início, esta temporada apresentou.

Difíceis decisões foram tomadas por Anselmo Ralph, Áurea, Marisa Liz e Mickael Carreira no decorrer das duas sessões de Tira-Teimas. 32 concorrentes aspiravam pisar o palco nas galas em directo, mas apenas 16 conquistaram esse lugar, em duas emissões televisivas em que pudemos assistir a algumas das melhores actuações musicais desta temporada.


A produção continua a primar pela excelência e, ao longo das duas sessões de Tira-Teimas, assistimos a um produto de televisão cativante, bem realizado, minuciosamente editado e com as doses certas de suspense, humor e emoção. Destacamos a presença divertida de Simone de Oliveira como super mentora, numa jogada de mestre da RTP e da Shine Iberia para a captação de vários públicos em torno de um formato que, embora familiar, é maioritariamente dominado pelas faixas mais jovens.

A tão esperada fase das galas arranca já este domingo. Numa altura em que o público passa a ter poder de decisão, 16 concorrentes vão apresentar-se ao vivo no palco do "The Voice", mas apenas 8 terão lugar na segunda gala. Quem são os seus favoritos? Participe na nossa sondagem!

0 comentários:

Enviar um comentário