quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

"The Voice Portugal" em análise | #2.11 (FINAL)

No passado domingo os portugueses assistiram à grande final do "The Voice Portugal". Deolinda Kinzimba saiu vitoriosa de uma competição cujo regresso ao ecrã está marcado ainda para este ano.

Chegou ao fim aquela que, desde a estreia, foi apresentada como a melhor temporada de sempre do "The Voice" em Portugal. Para trás ficaram vários e intensos meses de competição, muitas e boas vozes e um trabalho notável de uma equipa de produção, pontos sobre os quais teremos oportunidade de nos debruçar com maior detalhe numa análise especial que será publicada brevemente e que fará o balanço geral de toda a temporada.

Por agora, concentremo-nos na gala que consagrou Deolinda Kinzimba como a nova Voz de Portugal e que foi, indubitavelmente, a melhor das três (quase escassas) galas desta temporada. No estúdio e em casa, estamos certos, o espetáculo conduzido por Catarina Furtado e Vasco Palmeirim não desiludiu. E os excelentes resultados audimétricos da noite comprovam isso mesmo - que o digam os responsáveis da RTP.

A emissão arrancou com uma actuação da fadista Ana Moura, uma das convidadas musicais da noite. Seguiram-se duas rondas de actuações dos quatro finalistas:

RONDA 1
SÉRGIO SOUSA
Equipa Marisa
La Donna È Mobile (Rigoletto) (rever)
Luciano Pavarotti
PEDRO GONÇALVES
Equipa Anselmo
Blower's Daughter (rever)
Damien Rice
DEOLINDA KINZIMBA
Equipa Mickael
I Will Always Love You (rever)
Whitney Houston
PATRÍCIA TEIXEIRA
Equipa Áurea
I Just Want To Make Love With You (rever)
Etta James - Puccini
RONDA 2
PEDRO GONÇALVES
Equipa Anselmo
Jealous (rever)
Labrinth
SÉRGIO SOUSA
Equipa Marisa
Con Te Partirò (rever)
Andrea Boceli
PATRÍCIA TEIXEIRA
Equipa Áurea
Hallelujah (rever)
Alexandra Burke
DEOLINDA KINZIMBA
Equipa Mickael
A Moment Like This (rever)
Leona Lewis
Em cada uma das rondas os concorrentes actuaram ao lado de convidados musicais: Patrícia Teixeira e Sérgio Sousa com Rui Drumond, ao som de Shut Up And Dance (rever); e a David Carreira juntaram-se Pedro Gonçalves e Deolinda Kinzimba, com o tema In Love (rever).

Quem também marcou presença nesta final foram os Amor Electro, banda da mentora Marisa Liz. Em palco interpretaram Meia-noite, um dos trabalhos do novo álbum a ser lançado ainda este ano, e que contou com a participação especial de alguns dos ex-concorrentes da equipa da cantora.

Interrompidas as actuações, e enquanto os votos eram contados, os quatro mentores puderam recordar o percurso no programa, num momento em que não conseguiram esconder a emoção estampada nos rostos.

Os primeiros resultados da noite não tardaram a chegar. Impunha-se revelar o quarto e o terceiro lugares da competição, que couberam a Patrícia Teixeira (Equipa Áurea) e Sérgio Sousa (Equipa Marisa), respectivamente.


As votações foram então reabertas. Pedro e Deolinda disputaram o título de nova Voz de Portugal. Em actuações de apenas um minuto e meio, tiveram em palco a última oportunidade para conquistar o voto dos portugueses.

RONDA FINAL
PEDRO GONÇALVES
Equipa Anselmo
Iris (rever)
Goo Goo Dolls
DEOLINDA KINZIMBA
Equipa Mickael
I Have Nothing (rever)
Whitney Houston

Em estreia mundial, a mentora Áurea trouxe ao palco do "The Voice" o single I Didn't Mean It, que faz parte do álbum de originais que será lançado no próximo mês. Logo de seguida, as votações foram encerradas e procedeu-se à derradeira contagem de votos da temporada. Não sem antes Jani Gabriel, a partir da Sala Vermelha, presentear os apresentadores com os seus melhores momentos. 

As cadeiras dos mentores voltaram a rodar para Catarina Furtado e Vasco Palmeirim oficializaram o regresso do "The Voice" para mais uma temporada, já para este ano. "Porque em equipa vencedora não se mexe", os mentores vão manter-se no formato.

O momento mais aguardado da noite chegou. E foi altura de anunciar o grande vencedor da competição. A escolha dos portugueses recaiu em Deolinda Kinzimba.


Deolinda Kinzimba, a concorrente de Mickael Carreira que desde a primeira Prova Cega era apontada como a favorita à vitória final, é a nova Voz de Portugal. A angolana sucede a Rui Drumond e Denis Filipe e tem como prémio um contrato discográfico com a Universal. Pedro Gonçalves leva para casa um honroso segundo lugar e a promessa de lançamento no mercado musical deixada pelo seu mentor, Anselmo Ralph.

Está assim encerrada a terceira temporada do "The Voice Portugal", naquele que é um "até já" aos ecrãs nacionais. Numa análise especial que será publicada brevemente faremos o balanço desta terceira edição do talent show, onde nada (nem ninguém) escapará do nosso olho crítico. Fique atento!

0 comentários:

Enviar um comentário